terça-feira, 26 de janeiro de 2016

10 filmes com Elvis Presley


1- Ama-me Com Ternura (Love Me Tender, 1956)


Após a Guerra Civil um jovem fazendeiro, supondo que seu irmão mais velho foi morto em combate, se casa com a namorada dele. Porém o "morto" retorna cheio de amargura, em virtude de tudo aquilo que sofreu, sendo que ambos estão apaixonados pela mesma mulher. Assista aqui.

2- O Prisioneiro do Rock (Jailhouse Rock, 1957)


Enviado para a prisão após matar um homem acidentalmente, Vince Everett (Presley), resolve cantar atrás das grades. Um golpe de sorte, coloca frente a frente, uma bela caçadora de talentos de uma gravadora, e Vince tem a oportunidade da sair da cade ia e se tornar um astro do rock. Assista aqui.

3- A Mulher Que Eu Amo (Loving You, 1957)


Deke Rivers, vem do Sul, mas ele não se adapta ao mundo da música country. Uma promotora musical megera, interpretada por Lizabeth Scott, reconhece o talento único de Deke e o explora como um novo rosto que encanta o público jovem. A mídia distorce seu encanto e o identifica como uma pessoa temperamental até Derek provar que foi tão somente um mero engano. Assista aqui.

4- Balada Sangrenta (King Creole, 1958)


Em Nova Orleans vive Danny Fisher (Elvis Presley), um jovem que tinha se envolvido com gangues. Danny trabalha como cantor de bares à noite, se tornando um grande sucesso. Até que ser obrigado a cantar na casa noturna de um gângster. Assista aqui.

5- Estrela de Fogo (Flaming Star, 1960)


Os anos seguintes ao término da Guerra Civil americana fez com que o oeste fosse palco do convívio de duas culturas distintas, representadas pelo homem branco e pelos indígenas. Neste ambiente vive Pacer Burton (Elvis Presley), filho do rancheiro branco Sam Burton (John McIntire) e de Neddy (Dolores del Rio), que pertence à tribo Kiowa. Quando o confronto entre os colonizadores e os nativos tem início Pacer se vê envolvido pela violência gerada, apesar de tentar promover a paz entre os lados conflitantes. Assista aqui.

6- Saudades de um Pracinha (G.I. Blues, 1960)


Tulsa McLean é um soldado cujo maior sonho é ser dono de um "Night Club". Para conseguir o valor em dinheiro para que ele possa abrir o seu empreendimento, ele aceita participar de uma aposta, onde, na qual, ele deve passar uma noite com uma bailarina famosa no local, porém, os dois acabam se apaixonando. Assista aqui.

7- Feitiço Havaiano (Blue Hawaii, 1961)


Após prestar o serviço militar, um jovem (Elvis Presley) volta para a casa dos pais em Honolulu, no Havaí, e começa, contra a vontade deles, a trabalhar em uma agência de turismo. Ao mesmo tempo seduz as funcionárias do hotel ao som de românticas canções. Assista aqui

8- O Seresteiro de Acapulco (Fun in Acapulco, 1963)


Mike Windgren (Elvis Presley) é um trapezista que sofre um trama, pois durante uma apresentação não conseguiu segurar os braços do seu irmão, que morreu na queda. Assim vai trabalhar no Acapulco Hilton, na parte do dia como salva-vidas e à noite como cantor. Lá se apaixona pela diretora social assistente, Marguerita Dauphin (Ursula Andress). Assista aqui.

9- Amor a Toda Velocidade (Viva Las Vegas, 1964)


Em Las Vegas, um piloto de corrida (Elvis Presley) quer participar do 1º Grande Prêmio da cidade, mas perde o dinheiro que usaria para comprar um motor. Ele então passa a trabalhar como garçom e se envolve com uma professora de natação (Ann-Margret), que sente-se incomodada pela obsessão que ele tem por corridas, pois teme que algo aconteça. Ela fica então dividida quando é cortejada por um nobre italiano (Cesare Danova), que adora carros mas diz que largaria tudo se encontrasse a mulher ideal. Assista aqui.

10- Carrossel de Emoções (Roustabout, 1964)


Charlie Rogers (Elvis Presley) dirige sua motocicleta e se apresenta em pequenos clubes, pois espera se tornar um cantor famoso. Porém, enquanto sua moto é reparada ele decide trabalhar no parque de diversões de Maggie Morgan (Barbara Stanwyck). Quando canta lá obtém sucesso, sendo que isto pode ser a salvação de Morgan, que tem uma dívida com o banco que pode fechar o parque. Entretanto, logo a moto estará pronta e Charlie vai deixá-los, a menos que a jovem Cathy Lean (Joan Freeman) o convença a ficar. Assista aqui



Um agradecimento especial para minha querida amiga Nathalie, que me ajudou a elaborar a lista e é fã de Elvis! =)

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Coleção Dose Dupla Barbara Stanwyck

A distribuidora Obras-Primas do Cinema lançou recentemente um dvd com dois filmes da atriz Barbara Stanwyck em uma única edição: Trunfos de Mulher e Casei-me com um Morto. Confira abaixo um pouco mais sobre os filmes:



Triunfos de Mulher (Night Nurse, 1931)



Sinopse: Lora Hart consegue uma vaga num hospital como estagiária com o objetivo de ser enfermeira. Após terminar seu curso, passa a trabalhar a noite e a dar plantões noturnos na casa de duas crianças muito doentes.Lora começa a perceber que há algo estranho, uma vez que as crianças aparentam estar sempre famintas. Ao tentar falar com a mãe alcólatra ela é impedida por Nick, o motorista violento e que aparenta ter mais poder que um simples serviçal. Suspeitando que algo muito sério está acontecendo, ela vai se aconselhar com o médico responsável pelo caso, mas esse se mostra surpreendentemente despreocupado com a situação. Desesperada para salvar a vida das crianças, Lora recorre a um contrabandista que certa vez a ajudou no hospital, pois sozinha ela sabe que não poderá lidar com Nick e o Doutor responsável pelo caso.

Uma excelente oportunidade de assistir Barbara Stanwyck em um pre-code, ou seja, em um filme lançado antes da censura que tomou conta de Hollywood alguns anos depois. Os longas desta época, caracterizam-se por elementos muito mais ousados do que os das décadas seguintes, com insinuações e acontecimentos que chocavam os mais conservadores. Além de Barbara, o filme conta também com Joan Blondell, outra grande estrela.

Joan Blondell e Barbara Stanwyck em cena

O papel do vilão Nick havia sido oferecido para James Cagney, mas após o sucesso de O Inimigo Público, também de 1931, o ator foi desconsiderado pois havia se tornado um astro e não precisaria atuar em um papel secundário. O personagem então foi dado para um iniciante, ainda desconhecido na ocasião, chamado Clark Gable



Casei-me com um Morto (No Man of Her Own, 1950)



Sinopse: Grávida, sem dinheiro e abandonada pelo namorado Stephen, Helen Ferguson resolve voltar para sua terra natal. O trem que ela pega, sofre um grande acidente, e ela vê a oportunidade de assumir a identidade de Patrice Harkness, morta juntamente com o marido Hugh. Helen é aceita pela família do morto, que ainda não conhecia a esposa. Poderia Helen agora controlar seu destino?


Apesar de parecer ligeiramente aproveitadora pela sinopse, ao assistir o filme, conseguimos compreender os sentimentos da personagem, que se vê empurrada pelos acontecimentos e acaba agindo como uma mãe disposta a tudo por seu filho. 


O filme Amor por Acidente (Mrs. Winterbourne, 1996), é vagamente inspirado na versão de 1950, assim como no livro Married a Dead Man, de Cornell Woolrich. Porém, enquanto a versão da década de 90 traz uma atmosfera muito mais leve, em tom de comédia romântica, a proposta do longa com Barbara Stanwyck é um pouco diferente, com um clima mais pesado, sendo considerado do gênero noir. 

Extras: Documentário “Sexo, Pecado e Censura, o Pré-Código em Hollywood


Sinopse: A censura em Hollywood começou após alguns escândalos sensacionalistas em 1922 e o código oficial foi posto em prática em 1930. No entanto, os estúdios ignoraram a maior parte das restrições durante os anos 30, mais para atrair o público na era da Depressão com sensacionalistas saídas escapistas. Só foi em 1934 que o aumento da Legião da Decência ajudou a produzir uma adesão estrita ao código de produção, também conhecido como Código Hays. O código impediu representações claras de nudez e temas tidos como sombrios, tal como a prostituição, e insistiu que a personagens maus jamais deveria permitir-se a vitória no final, além de que não se zombaria da lei e da ordem. Foi uma camisa de força contra a criatividade que durou 30 anos e gerou uma série de inteligentes soluções alternativas até que o sistema de classificação de filmes foi posto em prática em 1968.

Um documentário simplesmente espetacular, com 68 minutos de duração, que conta com depoimentos e curiosidades sobre uma das épocas mais fascinantes do cinema. Todo dividido em tópicos, aborda todos os temas polêmicos, mostrando cenas de filmes e fatos que deram origem ao código de censura.

A edição está disponível nas melhores lojas do ramo, como Saraiva, Livraria Cultura e 2001 Vídeos

sábado, 23 de janeiro de 2016

Lançamentos Classicline - Fevereiro de 2016

Vem conferir as novidades da Classicline!

A Águia Pousou (The Eagle Has Landed, 1976)


Em plena II Guerra Mundial, um comando alemão formado por 16 paraquedistas planeja sequestrar o primeiro ministro britânico Winston Churchill, que está planejando passar uns dias no condado de Norfolk. A missão é comandada sob o olhar de Hitler, Heinrich Himmler (Donald Pleasence) e os coronéis Max Radl (Robert Duvall), Kurt Steiner (Michael Caine) e Liam Devlin (Donald Sutherland). Os paraquedistas alemães aterrissam em território inglês e se dirigem ao povoado disfarçados com uniformes polacos. Tudo está ocorrendo de acordo com o previsto, mas uma paixão inesperada poderá mudar os rumos da missão.

A Garota do Adeus (The Goodbye Girl, 1977)


Premiado com o Oscar® de Melhor Ator e vencedor de três Globos de Ouro, esta comédia romântica de roteiro de Neil Simon conta a história de Paula McFadden (Marsha Mason), uma ex-dançarina que vive com sua lha Lucy (Quinn Cummings) e seu namorado em NY. Um dia, ao chegar em casa, ela descobre que seu namorado a deixou para rodar um lme na Europa. Para piorar a situação, ele sublocou o apartamento em que viviam para outro ator, seu amigo Elliot Gar eld (Richard Dreyfuss). Eles chegam a um consenso e passam a dividir o local, porém, as excentricidades de Elliot e o mau humor constante de Paula são uma ameaça à boa convivência entre eles. Apesar de seus frequentes conflitos e atitude ingrata de Paula pela ajuda de Elliot, os dois se apaixonam. Richard Dreyfuss ganhou o Oscar de Melhor Ator por sua performance como Elliot Gar eld, e repetiu o resultado também no Globo de Ouro, onde Marsha Mason também foi premiada e o longa venceu na categoria de Melhor Filme. A canção-título, “The Goodbye Girl” foi escrita e produzida por David Gates e um verdadeiro sucesso na época de seu lançamento.

Dodge City - Uma Cidade que Surge (Dodge City, 1939)


Wade Hatton (Errol Flynn), um cowboy solitário, ajudou a fundar Dodge City, que se tornou uma típica cidade do faroeste americano, com cowboys e saloon. Depois de alguns anos, ele retorna à cidade e descobre que ela se tornou também um antro de bandidos, liderados por Jeff Surrett (Bruce Cabot). Hatton é convocado a se tornar o novo xerife, posto que ele não está disposto a aceitar, estando mais interessado na beleza da jovem Abbie Irving (Olivia DeHavilland). No entanto, as brutalidades cometidas pelos capangas de Surrett o fazem mudar de ideia. Agora, bandidos e o novo xerife irão disputar até a morte o comando de Dodge City.

Durango Kid - Ferradura Acusadora (Laramie Mountains, 1952)


O renegado Markham (Fred Sears) e seus capangas Paul Drake ( Rory Mallinson) e Carson (Zon Murray) descobriram ouro em uma reserva indígena e planejam livrar-se dos índios se disfarçando e atacando de vagões de abastecimento de trens e unidades do Exército, colocando a culpa no Cacique e seu _ lho adotivo Swift Eagle (Jack Mahoney). O agente indígena Steve Holden (Charles Starrett), em seu disfarce como o Durango Kid, descobre a trama e, com o auxílio de Swift Eagle e os soldados, traz os renegados à justiça.

O Monstro da Lagoa Negra (Creature From The Black Lagoon, 1954)


Uma expedição geológica no Amazonas descobre evidências fossilizadas de um esqueleto com dedos com membranas. O professor Carl Maia (Antonio Moreno) e seu amigo Dr. David Reed (Richard Carlson), um ictiologista que trabalha em um Instituto de Biologia Marinha, conseguem dinheiro para uma nova expedição em busca de mais evidências do estranho animal. Eles vão à Amazonia a bordo de um barco a vapor. Além de vários cientistas, a expedição é composta ainda por Kay Lawrence (Julia Adams), namorada de Reed. Quando chegam ao sítio arqueológico, eles descobrem que os homens que ali estavam foram assassinados. Então, eles resolvem buscar rastros da criatura em um lugar chamado Lagoa Negra. Lá acham uma misteriosa criatura anfíbia, que pode ser o elo perdido entre duas espécies (uma aquática, outra terrestre). A criatura se mostra muito hostil, atacando sempre que possível os membros da expedição.

Perdido na Noite (Midnight Cowboy, 1969)


Ainda emocionante e moderno"" (The New York Observer), este vencedor do Oscar® de Melhor Filme, Melhor Direção e Melhor Roteiro, teve também indicações ao Oscar® para os atores Dustin Hoffman e Jon Voight, cujas performances ""superaram todos os seus outros trabalhos"" (Chicago Tribune). Joe Buck (Voight), um vaqueiro bonitão do Texas, está convencido de que é a salvação das mulheres solitárias de Nova Iorque, e vai tentar a sorte na “Big Apple”. O problema é que sua abstrata cliente acaba não aparecendo – e a única fortuna que encontra é a amizade de Ratso Rizzo (Hoffman), um homem cheio de grandes sonhos, desleixado e que vive à custa dos outros. Excluídos da sociedade, os dois acabam tendo uma ligação pouco promissora, que transcende sonhos inviáveis e seus planos de enriquecimento rápido, e transforma Perdidos na Noite num filme único, que proporciona a mesma emoção ao público daquela causada no seu lançamento. (Premiere Magazine).

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Lançamentos Obras-Primas do Cinema - Fevereiro de 2016

Confira os lançamentos do mês de fevereiro da Obras-Primas do Cinema:

Modelos (Cover Girl, 1944)


Uma dançarina de um nightclub do Brooklin ganha um concurso para ser a garota da capa de uma famosa revista, sem saber que o dono da revista fora apaixonado por sua avó. Sua vida muda e ela começa a frequentar as altas rodas, sendo cortejada por um homem rico que a pede em casamento. Embriagada por todo o glamour que a cerca, ela esquece quem realmente ama.

Extras: Incluindo o inédito curta: “La Fiesta de Santa Barbara” (18 min.).


O Esporte Favorito dos Homens (Man’s Favorite Sport?, 1964)



Roger Willoughby (Rock Hudson) trabalha em uma loja de artigos esportivos e é autor de um guia de pesca que é best-seller. O que ninguém sabe, é que ele nunca pescou na vida. A confusão toda se instala quando o proprietário da loja AbercrombieFitch, onde Roger trabalha, o inscreve em um concurso de pesca.

Extras: Curta-metragem – Trailer Original – Galeria de Imagens.


1984


Depois da guerra atômica, o mundo foi dividido em três estados e Londres é a capital da Oceania, dominada por um partido que tem total controle sobre todos os cidadãos. Winston Smith é um humilde funcionário do partido e comete o atrevimento de se apaixonar por Julia numa sociedade totalitária onde as emoções são consideradas ilegais. Eles tentam escapar dos olhos e dos ouvidos do Grande Irmão, sabendo das dificuldades que teriam.

Extras: Curta: 1984 – Resumo ilustrado – Trailer Original.


Compre aqui.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Gypsy - Em Busca de um Sonho, 1962


Sinopse: O maior desejo de Mama Rose (Rosalind Russell) é ver suas filhas conquistarem o sucesso na Broadway. Ela deposita grande parte de suas esperanças na filha mais nova, June (Ann Jillian), mas não deixa de lado a tímida Louise (Natalie Wood), que é arrastada pela mãe por todo país em busca de notoriedade.


Baseado na auto-biografia de Gypsy Rose Lee, a história, que anteriormente já havia se tornado um musical de sucesso na Broadway, conta desde a infância até o estrelado da atriz e dançarina burlesca, focando-se principalmente nos esforços e na obsessão de sua mãe para tornar as filhas famosas.


Rosalind Russell brilha ao interpretar Mama Rose, uma mulher controladora que busca a qualquer preço o sucesso de sua filha mais jovem, a talentosa June (Morgan Brittany). A primogênita, Louise (Diane Pace), é preterida pela mãe, sempre interpretando papéis de coadjuvante ou figurante nos espetáculos criados por Rose para evidenciar o potencial de June. Sem tempo para estudos e para as brincadeiras típicas da infância, as duas são criadas na estrada, em busca da fama, viajando por todo o país, de teatro em teatro. 


Alguns anos depois, June (Ann Jilliann), cansada da tirania de sua mãe, decide se casar ainda adolescente, para fugir de seu controle e poder escolher ela própria o rumo de sua carreira. Com isso, as atenções de Rose, voltam-se para a tímida Louise (Natalie Wood), a quem não considera tão talentosa quanto a irmã, porém espera que com algum treinamento consiga sucesso. 


Por não ter as mesmas habilidades de sua irmã nem como cantora e nem como dançarina, Louise não consegue muitas ofertas para apresentações e acaba indo parar em um teatro de striptease de segunda categoria. Seus números são inocentes, por isso tanto ela quanto sua mãe ficam horrorizadas com as apresentações das outras moças, muito mais ousadas. Ao fim do contrato, dando por encerrada a carreira de Louise como artista e a sua própria como agente, Rose descobre que a estrela do teatro não poderá se apresentar e que a vaga de atração principal está disponível. Ela decide sugerir que sua filha ocupe a posição de estrela do show, mas para isso Louise terá que fazer uma performance sensual e tirar a roupa no palco, algo que nunca havia feito antes. Apesar de desapontada com sua mãe por coloca-la naquela posição, ela obedece.


Louise, então, vira Gypsy Rose Lee, e torna-se imediatamente um grande sucesso, tendo como marca registrada deixar a alça de seu vestido escorregar. Sua popularidade cresce rapidamente, conseguindo apresentações em teatros cada vez maiores e tornando-se cada vez mais famosa e requisitada. Entretanto, após passar a vida sendo comandada pela mãe, a relação das duas se deteriora e Gypsy decide tomar as rédias de sua vida, limitando cada vez mais a presença de Rose. 


Um grande musical que foca mais na relação familiar do que propriamente no sucesso de Gypsy, tendo inclusive algumas semelhanças com a vida da própria Natalie Wood, que também teve uma mãe obcecada pelo seu sucesso, sacrificando sua infância e deixando-a até mesmo com uma sequela em decorrência de uma fratura não tratada, pois não queria que a filha fosse substituída em um filme , caso houvesse a necessidade de imobilizar seu braço. Além das duas atrizes, Karl Malden abrilhanta ainda mais o elenco, interpretando o fiel escudeiro de Rose e seu eterno apaixonado.

A Verdadeira Gypsy


Gypsy serviu de consultora no longa, indo visitar as gravações e dando dicas para Natalie Wood. 


Sua irmã, June, não gostou da forma como foi retratada na história, porém aceitou a situação após um acordo financeiro. Tempos depois, ela também escreveu sua versão dos fatos. 


June tornou-se atriz, utilizando o nome artístico de June Havoc, chegando a contracenar com a própria Rosalind Russell no filme Solteiras às Soltas (My Sister Eileen, 1942).


Além da notoriedade que alcançou com o teatro burlesco, Gypsy fez alguns filmes em Hollywood, porém sem o mesmo destaque, por não ser considerada uma boa atriz. 

Curiosidades

Ann-Magret foi a primeira escolha para interpretar Gypsy Rose Lee;


Ethel Merman, que interpretou Mama Rose no teatro, ficou furiosa por não ter sido escalada para o filme. Segundo boatos, foram encontrados com os pertences da atriz, depois de sua morte, os originais gravados por Rosalind Russell cantando com sua própria voz as canções do filme. Rosalind foi dublada por Lisa Kirk pois sua apresentação foi considerada insatisfatória.


As atrizes Judy Garland e Judy Holiday também foram cogitadas para o papel de Mama Rose;



Lançamento do dvd no Brasil


Ainda inédito no país, o dvd está sendo lançado pela distribuidora Obras-Primas do cinema e traz como extras Cenas deletadas (6 min) , trailer original (3 min)  e Galeria de Imagens. O filme pode ser encontrado nas melhores lojas do ramo, como Saraiva, 2001 Vídeo e Colecione Clássicos.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

10 filmes com Audrey Hepburn



1- A Princesa e o Plebeu (Roman Holiday, 1953)



Ao visitar Roma, Ann (Audrey Hepburn), uma princesa, resolve "passear" anonimamente e se envolve com Joe Bradley (Gregory Peck), um repórter que, ao reconhecê-la, tem a oportunidade de um "furo", mas resolve por preservar Anne.

2- Sabrina (Sabrina, 1954)


Dois irmãos pertencem à uma poderosa família, sendo um deles (Humphrey Bogart) é um empresário incansável e o outro (William Holden) é um playboy incorrigível. Mas quando a filha do motorista (Audrey Hepburn) retorna de viagem, após passar dois anos em Paris, o playboy se modifica e, como ela sempre foi apaixonada por ele, tudo seria muito fácil de acontecer. Mas se os dois se casarem um poderosa fusão deve ser prejudicada, assim o irmão empresário decide intervir e também acaba se apaixonando por ela.

3- Cinderela em Paris (Funny Face, 1957)



Um famoso fotógrafo de modas, Dick Avery (Fred Astaire), trabalha para a Quality Magazine, uma conceituada revista feminina. Dick cumpre as determinações da editora da revista, Maggie Prescott (Kay Thompson), que não está satisfeita com os últimos resultados e tenta encontrar um "novo rosto". Dick o acha em Jo Stockton (Audrey Hepburn), uma balconista de uma livraria no Greenwich Village onde um ensaio fotográfico ocorrera recentemente. Após certa resistência, Maggie aceita Jo como a modelo que irá à Paris para fotografar e ser o símbolo da Quality. Jo só concorda pois lá poderá conhecer Emile Flostre (Michel Auclair), um intelectual cujas idéias ela idolatra. Entretanto, ao chegarem em Paris as coisas não correm como o planejado.

4- Uma Cruz a Beira do Abismo (The Nun's Story, 1959)


Em 1930, a jovem Gabrielle Van der Mal (Audrey Hepburn), filha de um famoso cirurgião, decide largar tudo e se tornar freira, fazendo votos de pobreza, obediência e castidade. Ela tem dificuldades para se adpatar as novas regras, mas se dedica ao máximo nos seus estudos de medicina. Seu maior desejo é ir trabalhar como enfermeira no Congo Belga, mas após a primeira prova é enviada a enfermaria de um sanotório. Depois de alguns anos lá, ela finalmente consegue ir para a África, onde conhece o cínico, ateu e brilhante médico Fortunati (Peter Finch).
5- Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany's, 1961)


Holly Golightly (Audrey Hepburn) é uma garota de programa nova-iorquina que está decidida a casar-se com um milionário. Perdida entre a inocência, ambição e futilidade, ela toma seus cafés da manhã em frente à famosa joalheria Tiffany`s, na intenção de fugir dos problemas. Seus planos mudam quando conhece Paul Varjak (George Peppard), um jovem escritor bancado pela amante que se torna seu vizinho, com quem se envolve. Apesar do interesse em Paul, Holly reluta em se entregar a um amor que contraria seus objetivos de tornar-se rica.

6- Infâmia (The Children's Hour, 1961)


Karen Wright (Audrey Hepburn) e Martha Dobie (Shirley MacLaine) são amigas há muitos anos e, juntas, administram um colégio interno só para meninas. Depois de ser punida pelas professoras por contar mentiras, uma aluna reclama com sua avó e inventa que Martha tem ciúmes de Karen, que é noiva do médico Joe Cardin (James Garner). A senhora fica horrorizada e tira a menina da escola, além de espalhar o boato. As duas mulheres começam um batalha contra essas acusações, e suas consequências.

7- Charada (Charade, 1963)


Em Paris a americana Regina Lambert (Audrey Hepburn), que recentemente ficou viúva, tenta entender que tipo de vida o marido levava e onde podem estar escondidos os US$ 250 mil que muitos acreditam estar com ela.

8- Minha Bela Dama (My Fair Lady, 1964)


Henry Higgins (Rex Harrison), um intelectual e professor de fonética, aposta que conseguirá, no período máximo de seis meses, transformar Eliza Doolittle (Audrey Hepburn), uma simples florista de rua que não sabe falar direito, em uma dama. Mas a tarefa se mostra muito mais difícil do que tinha sido imaginada originalmente.

9- Um Caminho Para Dois (Two For the Road, 1967)


Em flashback e narrativa não linear são vistos os 12 anos da relação entre um arquiteto, Mark Wallace (Albert Finney), e sua esposa, Joanna (Audrey Hepburn). O casal avalia se deve ou não continuar junto e lembra que tudo começou quando Mark, ao viajar pela Europa, se sente atraído por uma estudante de música, Jackie (Jacqueline Bisset), mas logo se envolve com Joanna, que também aspirava estudar música. Já casados, Joanna e Mark fazem uma desastrosa lua-de-mel, na companhia de insuportáveis turistas americanos, Howard (William Daniels) e Cathy Manchester (Eleanor Bron) e também da intolerável filha deles, Ruth (Gabrielle Middleton). Tempos depois, em outra viagem, Mark recebe uma irresistível proposta de trabalho de um milionário, Maurice Dalbret (Claude Dalphin), que distancia Mark de Joanna, que agora está grávida.

10- Um Clarão nas Trevas (Wait until Dark, 1967)


Susy (Audrey Hepburn), uma mulher recém-casada que perdeu a visão, e seu marido estão em uma viagem de avião quando uma mulher pede que eles segurarem um boneca, para ela poder surpreender sua filha. Na verdade, ela quer evitar que seu parceiro, Harry Roat (Alan Arkin), fique com o brinquedo, que contém uma grande quantidade de drogas escondida dentro dele. Harry descobre a traição e mata a mulher. Agora ele e mais dois criminosos vão atrás do casal para reaver a boneca. Eles descobrem o endereço e tentam se aproveitar da deficiência de Susy.