Postagens

Uma Alma Livre (A Free Soul, 1931)

Imagem
'Ela não era divorciada mas acreditava que estranhos poderiam se beijar!' 

Esse foi o slogan utilizado pela MGM para promover o filme protagonizado por Norma Shearer e Lionel Barrymore, tendo ainda no elenco Leslie Howard e um jovem Clark Gable, que alguns anos depois se veriam novamente em um triângulo amoroso com outra mulher à frente de seu tempo, no clássico E o Vento Levou (Gone Withe the Wind, 1939).


Como um legítimo pre-code, o filme aborda temas considerados tabus com absoluta naturalidade. O enredo contendo sexo antes do casamento, alcoolismo e assassinato a sangue frio foi obviamente um pesadelo para os censores da época, que tentaram cortar uma das cenas mais insinuantes do longa, onde a personagem de Norma Shearer, deitada em um sofá e com um provocante negligee, pede para que Clark Gable coloque seus braços em torno dela. A MGM fez ouvido de mercador e em 1931 a produção estreou nos cinemas sem nenhum corte, privilégio este que seria extinto apenas alguns anos de…

Lançamentos Classicline - Outubro e Novembro de 2017

Imagem
Nossa parceira Classiclinenão poupa esforços quando o objetivo é nos levar à falência! Confira abaixo os lançamentos incríveis que a distribuidora preparou para os meses de outubro e novembro. Para mais informações, siga a página deles no facebook.

Outubro

Ao Compasso do Amor (You'll Never Get Rich, 1941)


Robert Curtis (Fred Astaire) e Sheila Winthrop (Rita Hayworth) são parceiros de dança. Ela é apaixonada por Robert, que está completamente envolvido no trabalho. Ambos acabam se metendo em um triângulo amoroso por culpa de seu produtor Martin Cortland (Robert Benchley), que está interessado na moça, mas precisa despistar a sua ciumenta esposa. Quando Robert é convocado para lutar por seu país na Segunda Guerra, ele vê no exército um jeito fácil de escapar dessa confusão. Mas será que as coisas realmente vão ser fáceis assim..? Essa deliciosa comédia musical marca o início da parceria de dois filmes de Fred e Rita, junto ao também delicioso Bonita como Nunca. A trilha sonora de Morr…