segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Fotos raras de Tippi Hedren como modelo nos anos 50

Antes de ser descoberta por Alfred Hitchcock e ganhar fama mundial ao estrelar os clássicos Os Pássaros (The Birds, 1963) e Marnie (1964), a atriz Tippi Hedren trabalhou como modelo, chegando a ser capa de revistas importantes como a Life e sendo clicada por importantes fotógrafos como Milton Greene. Confira abaixo algumas imagens da loira antes da fama:

Fotografada por Gordon Parks em 1952 para uma campanha da Hermes






Fotografada por Milton Greene em 1953





Fotografada por Genevieve Naylor, em 1954






Fotografada por Nina Leen em 1959





sábado, 30 de dezembro de 2017

Fotos raras da trilogia clássica de Star Wars


Confira abaixo fotos de bastidores dos episódios IV, V e VI:

Carrie Fisher e Mark Hamill

Mark Hamill e Harrison Ford

Richard Marquand e Mark Hamill

Mark Hamill

Alec Guinness, Mark Hamill e Richard Marquand

Harrison Ford, Carrie Fisher e Mark Hamill

Carrie Fisher

Carrie Fisher, Mark Hamill e Billy Dee Williams

Harrison Ford

Alec Guinness

Mark Hamill

Peter Cushing, George Lucas e Carrie Fisher

Carrie Fisher e Mark Hamill

Mark Hamill, Carrie Fisher e Harrison Ford

George Lucas e Carrie Fisher

Carrie Fisher

Mark Hamill e Carrie Fisher

Carrie Fisher e Mark Hamill

Carrie Fisher e sua dublê Tracey Eddon

Harrison Ford, Carrie Fisher e Mark Hamill

Carrie Fisher

Harrison Ford

Carrie Fisher

Carrie Fisher

Mark Hamill, George Lucas, Carrie Fisher e Harrison Ford

Harrison Ford, Carrie Fisher e Mark Hamill

Harrison Ford e Irvin Kershner

Irvin Kershner

Carrie Fisher 

Harrison Ford

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Como estão os atores dos anos 80 nos dias de hoje - Parte I

Os anos 80 tem, ao menos para mim, um fascínio inigualável. A breguice, os cabelos armados, as músicas.. tudo faz parte de uma época mágica, para onde posso me transportar sempre que assisto os clássicos da década. Curiosamente, os filmes teen foram o 'gênero' mais marcante desta fase. Muitos dos artistas que iniciaram suas carreiras durante este período são hoje grandes astros, no entanto, outros tantos acabaram caindo no esquecimento ou conseguindo apenas papéis com pouco destaque. Relembre abaixo algumas das principais revelações dos anos 80 e veja como estão nos dias de hoje:

Molly Ringwald

Em O Clube dos Cinco

A ruiva virou uma espécie de musa do diretor John Hughes, o rei dos filmes adolescentes dos anos 80, e estrelou três dos maiores clássicos da década: Gatinhas e Gatões (Sixteen Candles, 1984), O Clube dos Cinco (The Breakfast Club, 1985) e A Garota de Rosa Shocking (Pretty in Pink, 1986). A atriz, considerada a maior estrela adolescente de todos os tempos, ainda chegou a protagonizar mais dois filmes nos anos seguintes: O Rei da Paquera (The Pick-up Artist, 1987), ao lado de Robert Downey Jr, e Obsessão (Fresh Horses, 1988), onde repete a parceria com Andrew McCarthy, seu par em A Garota de Rosa Shocking.

Com Andrew McCarthy em Obsessão

Famosa entre o público teen, tornou-se uma grande promessa da época, recebendo convites para atuar em papéis mais adultos, como Harry e Sally - Feitos Um Para o Outro ( When Harry Met Sally..., 1989) e Uma Linda Mulher (Pretty Woman, 1990), recusando ambos por estar interessada em outros projetos. Com isso, as personagens foram dadas para Meg Ryan e Julia Roberts, respectivamente, fazendo de ambas grandes estrelas. Molly chegou a fazer o teste para Ghost (1990), mas Demi Moore acabou sendo a escolhida para protagonizar o longa. A partir de então, sua carreira começou a declinar consideravelmente. A atriz tem se mantido em atividade, trabalhando regularmente no cinema e na televisão, porém em pequenos papéis ou em obras de pouco destaque. Em 2008, ela interpretou a mãe de Shailene Woodley na série A Vida Secreta de uma Adolescente Americana (The Secret Life of the American Teenager). Atualmente, aos 49 anos, ela está no ar na série Riverdale, como Mary Andrews, a mãe do protagonista Archie Andrews.


Ao lado de Luke Perry em Riverdale, seu mais recente trabalho. Perry também foi um astro teen, famoso pela série Barrados no Baile (Beverly Hills 90210), na década de 90.

Matthew Broderick



Matthew Broderick estrelou um dos clássicos mais emblemáticos da década, vivendo o inesquecível Ferris Bueller em Curtindo a Vida Adoidado (Ferris Bueller's Day Off), de 1986. Apesar do enorme sucesso do longa, o ator sofre até hoje com o estigma que o personagem trouxe para sua carreira. Mesmo tendo diversos outros trabalhos, Broderick ainda é lembrado apenas como o charmoso adolescente que decide matar aula para aproveitar um dia de sol. Em 2012, ele foi convidado pela Honda para recriar o papel em um comercial que foi ao ar durante o Super Bowl, mostrando que mesmo após décadas Ferris continua disposto a burlar as regras para curtir a vida e permanece inspirando gerações. Assista abaixo:


Apesar do seu auge ter sido durante os anos 80, quando também participou de trabalhos como Jogos de Guerra (WarGames, 1983), O Feitiço de Áquila (Ladyhawke, 1985), Negócios de Família (Family Business, 1989) e Tempo de Glória (Glory, 1989), ele continuou atuando em diversos projetos de relativo sucesso. Dentre eles, Um Novato na Máfia (The Freshman, 1990), paródia de O Poderoso Chefão, onde atuou ao lado de Marlon Brando; a refilmagem do filme de ficção científica Godzilla (1998); A comédia O Pentelho (The Cable Guy, 1996); e Inspetor Bugiganga (Inspector Gadget, 1999), adaptação do desenho animado. Um de seus maiores êxitos foi a peça da Broadway Os Produtores (The Producers, 2001), que virou filme em 2005, também protagonizado pelo ator. No teatro, Broderick foi premiado duas vezes com o Tony, por suas atuações em Brighton Beach Memoirs (1986) e How to Succeed in Business Without Really Trying (1995). Ele também dublou o personagem Simba no clássico da Disney O Rei Leão (The Lion King), de 1994.

Foto publicitária de Os Produtores

Embora continue em atividade, seus papéis tem se tornado cada vez menores, concentrando-se mais em programas de tv. Pai de três filhos com a também atriz Sarah Jessica Parker, suas últimas participações no cinema incluem Exceção às Regras (Rules Don't Apply, 2016), com Warren Beatty, e o indicado ao Oscar, Manchester à Beira Mar (Manchester By The Sea, 2016).

Em Manchester à Beira Mar

Lea Thompson


A atriz era figurinha carimbada em diversos filmes da época, sendo seu maior sucesso a trilogia De Volta Para o Futuro (Back To the Future). Além disso, apareceu em produções como A Chance (All the Right Moves, 1983), Amanhecer Violento (Red Dawn, 1984), Alguém Muito Especial (Some Kind of Wonderful, 1987), e até mesmo o ligeiramente bizarro Howard, o Pato (Howard the Duck, 1986).


Nos anos 90, a atriz participou de filmes como Dennis, o Pimentinha (Dennis the Menace, 1993), A Família Buscapé (The Beverly Hillbillies, 1993) e Os Batutinhas (The Little Rascals, 1994), além da série de televisão Tudo Por Um Gato ( Caroline in the City, 1995 - 99). Lea continua trabalhando em filmes de pouca repercussão e atualmente pode ser vista na série Switched at Birth, que terá sua última temporada em 2017.


Veja uma entrevista da atriz:


Eric Stoltz


Embora bonito e talentoso, a carreira do ator, promessa da época, nunca chegou a decolar realmente. Ele participou de clássicos como Picardias Estudantis (Fast Times at Ridgemont High, 1982) e Digam o Que Quiserem (Say Anything.., 1989), e conseguiu um certo sucesso ao estrelar Marcas do Destino (Mask, 1985) e Alguém Muito Especial (Some Kind of Wonderful, 1987). Um dos fatos mais marcantes de sua trajetória profissional foi a demissão do primeiro filme da trilogia De Volta Para o Futuro (Back To the Future, 1985). Após algumas semanas de gravações, o diretor estava insatisfeito com a falta de humor do personagem interpretado por ele e acabou por substituí-lo por Michael J, Fox.

O ator gravando De Volta Para o Futuro

Embora tenha 121 créditos segundo o IMDB, Eric tem feito trabalhos secundários, sendo a grande maioria participações em programas de tv. No cinema, teve participação nos longas Adoráveis Mulheres (Little Women, 1994), Pulp Fiction (1994), Jerry Maguire (1996), Anaconda (1997) e Efeito Borboleta (The Butterfly Effect, 2004). Neste período, também teve papéis principais em filmes como Parceiros do Crime (Killing Zoe, 1993), Nu em Nova York (Naked in New York, 1993), Louco de Ciúmes (Mr. Jealousy, 1997), Contrato de Risco (Two Days in The Valley, 1996) e Acerto de Contas (Keys to Tulsa, 1997). Sua última atuação foi na série Madam Secretary, onde participou de três episódios, em 2015 e 2016.

Com Mary Stuart Masterson na reunião de elenco de Alguém Muito Especial em 2012

Em Madam Secretary

Jennifer Grey


Filha de Joel Grey, a atriz iniciou a carreira fazendo filmes de destaque como Jovens Sem Rumo (Reckless, 1983), Cotton Club (1984) e Amanhecer Violento (Red Dawn, 1984). Em 1986, conseguiu o papel da irmã implicante de Ferris Bueller em Curtindo a Vida Adoidado (Ferris Bueller's Day Off, 1986). Durante este período, namorou seu colega de elenco, Matthew Broderick. Mas foi apenas no ano seguinte que Jennifer fez seu trabalho de maior sucesso, ao estrelar o musical Dirty Dancing. Apesar de ser um longas mais icônicos da década, sua carreira começou a decair e ela passou a fazer mais trabalhos para a televisão.


Em 1992, ela voltou a ser protagonista, na superprodução Wind - A Força Dos Ventos (Wind, 1992), concorrendo ao Globo de Ouro por seu desempenho. Mas, novamente, as oportunidades voltaram a ficar escassas. A atriz voltou a focar sua atenção na televisão, fazendo filmes e aparições em séries como Friends e House. No cinema, fez apenas papéis de pouco destaque. Ela também participou e venceu uma das edições do programa  Dancing With The Stars, em 2010.


Jennifer Grey teve uma mudança considerável em seu visual, aparecendo quase irreconhecível após algumas cirurgias no nariz.



Jennifer Beals


O primeiro e maior destaque de sua carreira foi no musical Flashdance, de 1983, que filmou enquanto era uma caloura na universidade de Yale. Embora não tenha feito mais trabalhos com o mesmo nível de sucesso, ela protagonizou algumas produções durante a década de 80, como A Prometida (The Bride, 1985), O Beijo do Vampiro (Vampire's Kiss, 1988) e Punhos de Vencedor (Split Decisions, 1988). Durante os anos seguintes, chegou a ser cogitada para interpretar a Mulher-Gato em Batman - O Retorno (Batman Returns, 1992) e estrelou o neo-noir O Diabo Veste Azul (Devil in a Blue Dress, 1995), além de participar de Grande Hotel (Four Rooms, 1995), dirigido por Quentin Tarantino e por seu marido na época, Alexandre Rockwell.

No filme O Diabo Veste Azul

Após este período, ela continuou atuando em filmes de pouco destaque e fazendo participações em programas de televisão. Em 2000, ela voltou a interpretar uma personagem de grande repercussão, na série The L Word, onde vive Bette Porter, uma mulher lésbica educada na Ivy League. No cinema, apareceu em O Juri (Runaway Jury, 2003), O Grito 2 (The Grudge 2 , 2006), O livro de Eli ( The Book of Eli, 2010) e Full Out (2015). Em 2011, foi a personagem feminina principal da série The Chicago Code, que teve apenas uma temporada. A atriz atuou em mais de 50 filmes ao longo de sua carreira, além de diversas participações em séries. Atualmente, ela pode ser vista no longa Antes Que Eu Vá (Before I Fall, 2017).

Fotografada para a série The L Word

Além de atriz, Jennifer é fotógrafa, tendo inclusive um livro com imagens da época de The L Word. Ela também é triatleta e é conhecida pelo suporte aos direitos das mulheres e dos homossexuais, além de ajudar instituições de caridade.

Em uma entrevista sobre o seu mais recente trabalho, Antes Que Eu Vá