Atores que foram parar nas páginas policiais

Gostaria de esclarecer que o objetivo da matéria não é acusar ou inocentar nenhum dos atores citados, e sim apenas informar os fatos ocorridos. Para que a matéria não fique muito extensa, colocarei 6 exemplos que terminaram em morte e farei apenas um resumo sobre eles. Futuramente pretendo escrever individualmente sobre cada um, me aprofundando mais nos detalhes.

1- Robert Wagner



Robert Wagner e Natalie Wood subiram ao altar pela primeira vez em 1957, mas a união terminou em divórcio cinco anos depois. Ambos tiveram outros relacionamentos, porém dez anos após a separação, eles se reencontraram e decidiram reatar o romance, casando-se novamente. Os dois frequentemente embarcavam no iate de sua propriedade chamado Splendour para dar longos passeios ao lado de amigos e fugir da agitação da cidade. Em novembro de 1981, o casal, acompanhado pelo capitão do barco e por Christopher Walken, saíram a bordo do Splendour pela última vez. Após consumirem uma enorme quantidade de bebida em uma das paradas, os três atores acabaram tendo uma discussão e cada um foi para um lado da embarcação. Nesta mesma noite, não se sabe bem de que forma, Natalie Wood caiu no mar e após horas pedindo socorro sem ser ouvida, acabou morrendo afogada. Wood tinha pavor da água e jamais aprendeu a nadar. Quando criança uma cigana havia avisado sua mãe que sua filha do meio seria uma grande estrela, mas deveria tomar cuidado com águas escuras. A previsão, junto com um acidente na infância em que a atriz fraturou o pulso e quase morreu afogada, fizeram com que ela adquirisse uma enorme fobia. Por ironia do destino, seu maior temor tornou-se realidade. Embora considerado um acidente pelas autoridades, o caso misterioso em torno da morte da atriz sempre interessou o público e a imprensa, e alguns fatores contraditórios, como a demora para chamar o resgate e a alegação de não terem ouvido as súplicas por socorro de Natalie sempre foram motivos de dúvida, fazendo com que seu marido, Robert Wagner, fosse sempre considerado suspeito pela opinião pública. O pacto de silêncio de Wagner e Walker também sempre causou um certo estranhamento, atraindo ainda mais a curiosidade dos meios de comunicação. Lana Wood, irmã da atriz, é uma das mais engajadas nas acusações de assassinato, sempre dando entrevistas e até usando escutas na tentativa de provar a culpa do cunhado. No entanto, Robert Wagner nunca foi formalmente acusado pelas autoridades, e as provas contra ele sempre foram consideradas inconclusivas. Leia mais sobre o assunto na matéria 'O que aconteceu com Natalie Wood?




Resultado de imagem para natalie wood newspaper

2- Rex Harrison



A bela atriz Carole Landis era conhecida por suas curvas e conseguiu bons papéis no início da década de 40. Ao terminar seu relacionamento com Darryl F. Zanuck, o chefão da Twentieth Century Fox, a atriz começou a sofrer uma queda em sua carreira, sendo escalada apenas para produções consideradas B. Sem sorte no amor, com 3 matrimônios que haviam terminado em divórcio, e vivendo em um casamento abusivo com W. Horace Schmidlapp, Carole apaixonou-se perdidamente pelo ator britânico Rex Harrison, com quem começou um romance. Acreditando ser correspondida, ela pediu o divórcio ao marido e nutria esperanças de que Harrison, que era casado com Lilli Palmer, fizesse o mesmo. Após perceber que o amado não tinha a menor intenção de se divorciar, Carole Landis começou a entrar num processo depressivo, juntando a decepção amorosa à instabilidade em sua carreira e ao enorme medo de envelhecer. Aos 29 anos, ela sabia que depois dos 30 uma mulher começava a ser considerada velha em Hollywood e as ofertas para bons papéis começavam a ficar cada vez mais escassas. Sentindo-se desamparada, a atriz tomou cerca de 40 comprimidos de seconal, deixando um bilhete de despedida para sua mãe. Harrison, que havia sido a última pessoa a ver a atriz com vida, também foi o primeiro a encontrar seu corpo, juntamente com sua empregada. Ele esperou por várias horas para chamar um médico e a polícia. Segundo testemunhas, Carole havia deixado também um bilhete para o próprio ator, que teria orientado seu advogado a destruí-lo e negou posteriormente ter qualquer conhecimento sobre a tal nota e sobre o motivo do suicídio de sua amante. Embora sua morte tenha sido considerada suicídio pelos legistas, a família da atriz sempre culpou Harrison pelo acontecido, acusando o ator de ter assassinado a jovem para evitar um escândalo caso o romance entre os dois viesse a público. Rex Harrison nunca foi formalmente acusado pelas autoridades. Segundo fontes, Carole já havia tentado suicídio outras três vezes, porém tinha sido resgatada a tempo por amigos.

Resultado de imagem para rex harrison newspaper carole landis

Resultado de imagem para rex harrison newspaper carole landis

3- Lana Turner


A história de Lana Turner inspirou o romance escrito por Harold Robbins, intitulado Escândalo na Sociedade, que posteriormente se tornou um filme de mesmo nome, protagonizado por Susan Hayward e Bette Davis (falei dele aqui). Uma das maiores estrelas da década de 40, Lana Turner envolveu-se com um típico 'mau elemento' de nome Johnny Stompanato. Violento e ligado a organizações criminosas, costumava bater na atriz e ter acessos de ciúmes, chegando ao ponto de certa vez invadir o set de filmagens e ameaçar o futuro James Bond Sean Connery com uma faca. O atlético ator obviamente não se intimidou, no entanto Lana era vítima constante de suas coações. Em outubro de 1958, após uma noite de brigas, com Lana sendo agredida verbal e fisicamente, a filha da atriz, a adolescente Cheryl Crane, de 14 anos, esfaqueou Stompanato para proteger a mãe. Apesar do enorme escândalo, Cheryl foi absolvida da acusação de homicídio doloso e encaminhada para um reformatório, onde recebeu acompanhamento de psiquiatras. Lana Turner perdeu a guarda da filha, que foi passada para a mãe da atriz, mas apesar de tudo, Cheryl sempre afirmou que sente muito orgulho de ter protegido Lana Turner naquela noite. Há quem acredite, no entanto, que a verdadeira responsável pela morte de Stompanato foi a própria Lana, mas Cheryl foi levava a assumir a autoria por ser menor de idade e receber uma pena menor, além de amenizar o escândalo em torno da estrela.


4- O.J. Simpson


O ex-jogador de futebol americano, fez também carreira no cinema, atuando ao lado de grandes nomes como Sophia Loren, Ava Gardner, Leslie Nielsen, Paul Newman e Steve McQueen. Após se divorciar de sua primeira esposa, Simpson oficializou a união com a ex-garçonete Nicole Brown. O casal teve dois filhos e viveu junto por quase uma década, num relacionamento tumultuado e repleto de agressões. Em uma das brigas, ele quebrou os vidros do carro de Nicole com um bastão de beisebol. A separação veio em 1992, e no ano seguinte Simpson chegou a invadir a casa da ex-mulher, que teve que se trancar na cozinha. Em 1994, O.J. Simpson invadiu novamente a casa de Nicole, ao ver o amigo dela Ronald Goldman entrando no local. Ao entrar, ele começou a acusar os dois de estarem tendo um caso e de terem passado a noite juntos, fato negado por ambos. Ao ver que o cachorro de Nicole parecia reconhecer Goldman, Simpson teve um acesso de fúria e o esfaqueou por diversas vezes. Em seguida, partiu para cima da ex-mulher, desferindo diversas facadas, chegando a quase arrancar sua cabeça. Acusado de duplo-homicídio, fez uma carta anunciando que pretendia se suicidar e fugiu, sendo perseguido pela polícia e se entregando após algumas horas. O julgamento mobilizou a imprensa e 20 milhões de pessoas assistiram atônitas pela televisão O.J. Simpson ser declarado inocente, batendo a audiência de eventos populares como a chegada do homem à lua, o funeral de JFK e o show de Elvis Presley no Havaí. A narrativa detalhada no crime foi feita pelo próprio O.J. Simpson no livro 'If I Did It', lançado em 2007, onde ele relata como teria supostamente sido o crime caso ele o tivesse cometido. De acordo com a lei americana, uma pessoa não pode ser julgada duas vezes pelo mesmo crime, por isso os fatos contidos no livro em nada influenciaram o veredito dado anos atrás. Em 2007, ele voltou a ser julgado, desta vez por assalto a um hotel-cassino em Las Vegas, sendo considerado culpado e sentenciado a 33 anos de prisão. As acusações foram de assalto, sequestro, formação de quadrilha e porte ilegal de armas.

Resultado de imagem para oj simpson newspaper

Resultado de imagem para oj simpson newspaper

5- Robert Blake


Robert Blake começou sua carreira ainda na infância, na série Os Batutinhas (Our Gang/ The Little Rascals), participando de 1939 até 1944, além de aparições em clássicos protagonizados por grandes nomes como Joan Crawford e Humphrey Bogart. Na idade adulta, conseguiu papéis em diversos filmes, com um destaque irônico para a adaptação cinematográfica de A Sangue Frio (In Cold Blood, 1967), baseado no romance de grande sucesso escrito por Truman Capote, onde ele interpreta o assassino Perry Smith. Seu maior sucesso profissional foi no seriado Baretta (1975-1978), onde interpreta um detetive especializado em disfarces, num desempenho que lhe rendeu um Emmy. Em novembro de 2000, Blake casou-se com Bonnie Lee Bakley, mas engana-se quem pensa que a união ocorreu de maneira convencional. Bonnie era conhecida por perseguir diversas celebridades, dentre elas Dean Martin, Frankie Valli e o cantor Jerry Lee Lewis, com quem alegou ter tido uma filha, mas testes de DNA provaram que não havia essa possibilidade. Em 1996, Bonnie Bakley começou um relacionamento com Christian Brando, filho do ator Marlon Brando, ao mesmo tempo em que saía com Blake. Ao engravidar, Bonnie inicialmente disse que sua filha era de Christian, batizando-a como Christian Shannon Brando. Mais tarde, no entanto, ela voltou atrás e disse não ter certeza sobre a paternidade. Mais uma vez o teste de DNA entrou em ação e provou que o pai era Robert Blake, fazendo com que a criança tivesse seu nome trocado para Rose Lenore Sophia Blake. Os dois fizeram um acordo de casamento que permitia ao ator obter a guarda da filha, no entanto Blake e Bakley não viviam juntos. Algum tempo depois, ele descobriu através de detetives particulares que a esposa não lhe era exatamente fiel. Em 4 de maio de 2001, o casal saiu para jantar em um restaurante italiano. Blake pediu a esposa para esperar dentro do carro enquanto entraria rapidamente para buscar uma arma que havia esquecido no restaurante, Neste meio tempo, Bonnie Bakley foi baleada na cabeça. Bem, ao menos essa foi a versão contada durante o julgamento do ator pelo assassinato de sua esposa. Robert Blake e seu segurança foram presos e acusados de homicídio, porém foi constatado que a tal arma que ele alega ter ido buscar não foi a mesma utilizada no crime. Durante o julgamento, foram apresentadas provas da culpa do ator, incluindo testemunhas que alegam que Blake havia tentado contratá-los para matar Bonnie. No entanto, tais testemunhos acabaram sendo desacreditados pela defesa, que também alegou que as provas contra o acusado eram inconclusivas. No dia 16 de março de 2005, Robert Blake foi considerado inocente pelo juri, que considerou que não existiam provas suficientes de sua culpa. O caso de Bonnie Bakley permanece até hoje como sem solução.



6- Fatty Arbuckle


Roscoe Conkling Arbuckle, mais conhecido como Fatty Arbuckle, e no Brasil como Chico Bóia, foi um dos atores mais populares do cinema mudo, sendo amigo e mentor de ninguém menos que Charlie Chaplin e Buster Keaton. Comediante, diretor e roteirista, foi contratado pela Paramount com o salário de um milhão de dólares por ano, o maior já pago a um ator até então. Em 1921, o ator e dois amigos decidiram tirar uns dias de folga e viajar até São Francisco, onde deram uma festa em um dos quartos do hotel. Para a noitada, no dia 5 de setembro, os três convidaram diversas mulheres, dentre as quais estava a bela Virgínia Rappe, uma atriz iniciante, que tinha atuado apenas em pequenos papéis. A partir de então, as únicas coisas que se sabem ao certo são que a jovem foi encontrada passando mal com fortes dores abdominais e morreu alguns dias depois. Durante a festa, ela chegou a ser examinada pelo médico do hotel, que concluiu que os sintomas eram de uma intoxicação, no entanto dois dias depois Virgínia foi hospitalizada, falecendo dia 9 de setembro de 1931, por causa do rompimento de sua bexiga e uma peritonite secundária. A acompanhante da atriz, Maude Delmont, acusou Arbuckle de ter estuprado a amiga e de alguma forma ter perfurado o órgão enquanto a violentava. Diversas versões do acontecido começaram a surgir e cada vez mais boatos iam parar nos tabloides, principalmente nos jornais de William Randolph Hearst, nosso Cidadão Kane, por isso não há como precisar o que realmente aconteceu. Arbuckle foi levado a julgamento em meio ao primeiro grande escândalo de Hollywood, com ampla cobertura dos meios de comunicação, artistas amigos do ator saindo em sua defesa, enquanto outras personalidades afirmavam ter certeza de sua culpa. A promotoria apresentou testemunhas que alegaram ter visto algum tipo de momento comprometedor envolvendo o comediante, enquanto a defesa apresentou provas de que Virgínia sofria há anos de cistite, que pode ser agravada com o consumo de álcool. Houve também a hipótese da atriz ter contraído anos antes uma doença venérea, que poderia ter afetado sua saúde. Algumas testemunhas da acusação foram desacreditadas, depois de confessarem que haviam sido forçadas a depor contra o ator. Foram necessários três julgamentos até que o juri chegasse a um veredito. Após um pedido formal de desculpas por delitos menores, Fatty Arbuckle foi considerado inocente. No entanto, sua carreira nunca mais foi a mesma e sua imagem estava permanentemente destruída. A imprensa havia feito uma grande campanha contra Arbuckle e seus filmes ficaram proibidos durante o período do julgamento, sua fama de predador sexual fez com que o público e os estúdios o rejeitassem e ele não conseguiu mais encontrar trabalho. Até hoje o caso divide opiniões, com muitos acreditando que o ator foi vítima de uma grande armação e outros acreditando em sua culpa, sem existir evidências suficientes para nenhum dos lados.





Postagens mais visitadas deste blog

O filho que Alain Delon abortou

8 atores que se suicidaram

20 Funko Pops de filmes pra você se apaixonar