quarta-feira, 27 de julho de 2016

Pesquisa de Público

Rebecca e o plágio de uma obra brasileira


Lançado em 1940 e estrelado por Joan Fontaine e Laurence Olivier, Rebecca foi o primeiro trabalho de Alfred Hitchcock em Hollywood e o único de seus filmes a ter vencido o Oscar. Baseado no romance de Daphne du Maurier, conta a história de uma moça tímida e simples, considerada sem graça pela maioria de seus conhecidos, que acaba se apaixonando por Maximilian de Winter, um homem rico e elegante. Para a surpresa de todos, inclusive dela mesma, ele corresponde ao seu amor e os dois decidem se casar repentinamente. Já instalada em sua nova casa, a jovem se da conta de que possui uma rival invisível, a falecida primeira esposa de Max, chamada Rebecca, a quem todos parecem venerar. A governanta da família, a taciturna Sra. Danvers, é quem mais denota reverenciar a antiga patroa, sempre fazendo questão de lembrar sua personalidade marcante e incrível beleza. Cada vez mais acuada e intimidada, a segunda Sra. de Winter começa a investigar os mistérios envolvendo Rebecca, a mulher que parece ter o poder de fascinar a todos, mesmo após sua morte.

A escritora Daphne du Maurier

Também autora de clássicos como Eu Te Matarei, Querida (My Cousin Rachel, 1952), A Estalagem Maldita (Jamaica Inn, 1939) e o conto que inspirou Os Pássaros (The Birds, 1963), estes dois últimos também dirigidos por Alfred Hitchcock, Daphne du Maurier chegou ao auge do sucesso ao publicar Rebecca, em 1938, ganhando reconhecimento mundial. O que muitos não sabem é que sua magnum opus, na verdade, é um plágio da obra de outra escritora, a brasileira Carolina Nabuco.

Carolina Nabuco

Em 1934, Carolina Nabuco publicou o romance A Sucessora, decidindo em seguida traduzi-lo também para o inglês, enviando cópias para agências em Nova York e na Inglaterra, esperando alcançar sucesso internacional. Em 1938, com a publicação de Rebecca, diversos leitores, dentre eles o crítico Álvaro Lins, identificaram inúmeras semelhanças entre as duas histórias, não só no enredo em si, como também situações e diálogos inteiros. 


Quando questionada, Du Maurier negou as acusações de plágio, alegando que as semelhanças entre os dois livros eram apenas uma coincidência, já que os elementos citados eram bastante comuns, fazendo com que fosse perfeitamente cabível tal similaridade entre ambos. No entanto, segundo o livro 'Daphne du Maurier, Haunted Heiress', escrito por Nina Auerbac, uma das cópias do romance de Nabuco, teria sido enviada para um editor inglês, o mesmo de Daphne du Maurier, que teria sido uma das leitoras da tradução. Em 1937, ela começou a escrever Rebecca, publicando seu livro no ano seguinte. Ao contrário do que muitos afirmam, Carolina Nabuco decidiu não abrir nenhum tipo de processo contra a escritora. Segundo suas memórias, na época do lançamento do filme de Alfred Hitchcock, Nabuco foi procurada pelos advogados da United Artists, que lhe ofereceram uma generosa compensação financeira para que ela assinasse um documento afirmando que o romance de du Maurier não tinha qualquer relação com seu livro, acordo que ela prontamente negou. Daphne du Maurier também foi acusada pelo escritor  Frank Baker de ter plagiado seu livro 'The Birds (1936)', ao escrever o conto de mesmo nome em 1952, e que serviu de inspiração para o filme estrelado por Tippi Hedren em 1963. Segundo fontes, Daphne fazia trabalhos para a editora de Peter Davies lendo os livros que eram enviados, tendo acesso à história escrita por Baker.


A trama escrita por Carolina Nabuco foi adaptada em 1978 para a televisão, na novela de Manoel Carlos e protagonizada por Susana Vieira, Rubens de Falco e Nathalia Timberg. A história se passa nos anos 20, iniciando-se quando a jovem Marina se apaixona pelo rico viúvo Roberto Steen, que mora em uma luxuosa mansão na Zona Sul do Rio de Janeiro. As coisas se complicam quando ela se depara com a obsessão de todos a sua volta, inclusive Roberto, por Alice, a primeira esposa do milionário. A governanta da casa, Juliana, é apaixonada pelo patrão, e faz questão de a todo momento relembrar a falecida Sra. Steen. O clima sombrio do lugar é aumentado pelo enorme retrato de Alice pendurado em uma das paredes, fazendo com que sua presença seja ainda mais intensa na vida dos recém-casados. É ou não é coincidência demais? 

terça-feira, 26 de julho de 2016

Sunglasses

Confira uma galeria de fotos estilosa com astros e estrelas de óculos escuros:

Paul Newman



Doris Day


Virginia Mayo


Shirley MacLaine


Jayne Mansfield




Robert Redford




Mary Astor


Ginger Rogers


Marlene Dietrich


Bette Davis





Errol Flynn


Claudia Cardinale


Joan Bennett


Audrey Hepburn






Ava Gardner



Dustin Hoffman


Faye Dunaway


Sue Lyon


Gene Tierney


Burt Lancaster


Gregory Peck


Roddy McDowall


Peter O'Toole


Catherine Deneuve




Rita Hayworth




Carole Lombard


Esther Williams


Steve McQueen


Natalie Wood


Harrison Ford


Lauren Bacall



Brigitte Bardot


Grace Kelly


Vivien Leigh


Anthony Perkins


Barbara Stanwyck


James Dean


Warren Beatty



Em breve, mais fotos!