Tudo sobre James Bond - Parte I



Criado pelo escritor inglês Ian Fleming, James Bond é um agente secreto fictício da inteligência britânia MI-6. Conhecido pelo código 007, apareceu pela primeira vez no livro Casino Royale, em 1953. Os livros tornaram-se um sucesso de venda na década de 1950, e na década seguinte transformou-se na mais duradoura franquia de cinema, com 23 filmes oficiais. Arrecadou um total de $5.089.726.104 dólares, sendo assim a terceira franquia mais lucrativa de todos os tempos, perdendo apenas para os filmes do Universo Marvel e Harry Potter. 

O escritor Ian Fleming lendo o primeiro livro da série

Nos livros, James Bond é descrito como um homem alto, moreno, caucasiano, de olhar penetrante, viril, com porte atlético e sedutor, com idade entre 33 e 40 anos, apreciador de vodka-martini (Batido. Não mexido), exímio atirador com licença 00 para matar (sétimo agente desta categoria especial, daí seu código 007) e perito em artes marciais, que combatia o mal pelo mundo (muitas vezes representado pela URSS, naqueles tempos de Guerra Fria), a serviço do governo de Sua Majestade, com charme, elegância e cercado de belas mulheres, sempre se apresentando com a famosa frase "Meu nome é Bond, James Bond". O nome do personagem foi tirado do livro de ornitologia favorito da esposa de Fleming, 'Birds of the West Indies', em que o autor chama-se James Bond.

James Bond de acordo com a concepção de Ian Fleming, 
que serviu  como base para os quadrinhos publicados pelo  
Daily Express.

A primeira adaptação do personagem para as telas, foi na série de televisão 'Climax!', no episódio Casino Royale, em 1954. Interpretado por Barry Nelson, aparece como um agente americano, frequentemente chamado de Jimmy Bond. Assista o episódio completo aqui.


O vilão Le Chiffre foi vivido por Peter Lorre. 


A primeira opção para interpretar o agente secreto nos cinemas, tanto de Ian Fleming quanto dos produtores, foi Cary Grant. Porém, por se considerar velho demais para o papel e não ter interesse em ligar-se a uma série de filmes, o ator recusou a proposta.


O então pouco conhecido Sean Connery foi escalado para interpretar James Bond pela primeira vez nas telonas, no filme '007 Contra o Satânico Dr. No' (Dr. No), em 1962. Embora Ian Fleming tenha discordado da escolha do ator, afirmando que não era exatamente o que ele tinha em mente ao criar o personagem, o filme foi um grande sucesso, transformando Connery em um astro. 


Ainda nesta década, Sean Connery estrelou mais quatro filmes como James Bond: 'Moscou contra 007' (From Russia with Love, 1963), '007 - Contra Goldfinger' (Goldfinger, 1964), '007 - Contra a Chantagem Atômica' (Thunderball, 1965) e 'Com 007 só se Vive Duas Vezes' (You Only Live Twice, 1967).


Em 1969, o ator australiano George Lazenby assumiu o papel de James Bond, interpretando o agente britânico pela primeira e única vez no filme '007 - A serviço Secreto de Sua Majestade(On Her Majesty's Secret Service). 


Sean Connery voltou a viver 007 oficialmente em 1971, no filme '007 - Os Diamantes São Eternos' (Diamonds Are Forever). 


Roger Moore foi o ator que mais vezes interpretou o agente, num total de 7 filmes, sendo o primeiro deles '007 - Viva e Deixe Morrer' (Live and Let Die, 1973).


Os demais foram: '007 - Contra o Homem com a Pistola de Ouro' (The Man with the Golden Gun, 1974), '007 - O Espião que me Amava' (The Spy Who Loved Me, 1977), '007 - Contra o Foguete da Morte' (Moonraker, 1979), '007 - Somente para Seus Olhos' (For Your Eyes Only, 1981), '007 - Contra Octopussy' (Octopussy, 1983) e '007 - Na Mira dos Assassinos' (A View to a Kill, 1985).


Timothy Dalton estrelou os dois filmes seguintes: '007 - Marcado para a Morte' (The Living Daylights, 1987) e '007 - Permissão para Matar' (Licence to Kill, 1989).



Nos anos 90, foi a vez de Pierce Brosnan dar vida a James Bond, protagonizando 4 filmes: '007 - contra GoldenEye' (GoldenEye, 1995), '007 - O Amanhã Nunca Morre' (Tomorrow Never Dies, 1997), '007 - O Mundo Não é o Bastante' (The World Is Not Enough, 1999) e 'Um Novo Dia para Morrer' (Die Another Day, 2002).


Daniel Craig é o atual 007, tendo feito 3 filmes: '007 - Cassino Royale' (Casino Royale, 2006), '007 - Quantum of Solace' (Quantum of Solace, 2008) e '007 - Operação Skyfall' (Skyfall, 2012).




O quarto filme estreia em novembro de 2015 e se chama '007 - Contra Spectre' (SPECTRE). Assista o trailer:


Além da série de tv, há mais duas adaptações para o cinema, consideradas não- oficiais, por não terem sido feitas pela EON Productions, detentora dos direitos autorais. São eles: '007 contra Cassino Royale' (Casino Royale, 1967), com David Niven no papel principal, e '007 - Nunca Mais Outra Vez' (Never Say Never Again, 1983), com Sean Connery.

A versão de 1967 é uma paródia aos filmes de James Bond e conta com um elenco estelar, com nomes como Ursula Andress, Woody Allen, Orson Welles, Barbara Bouchet, Deborah Kerr e William Holden, dentre outros. Assista o filme completo aqui.


O filme de 1983 é uma refilmagem de '007 contra a Chantagem Atômica', estrelada anos antes pelo próprio Connery. O título 'Never Say Never Again' ou 'Nunca Mais Outra Vez' em português, foi sugerido pela esposa do ator, como uma brincadeira, já que ele havia declarado que jamais voltaria a interpretar o personagem. Por não ter sido feito pela produtora oficial, a EON, algumas marcas registradas, como a trilha sonora e o logotipo de Bond, não puderam ser utilizados no longa. Kim Basinger também está no elenco, como uma das Bond Girls. 



As Bond Girls:

Inúmeras atrizes alcançaram a fama mundial ao interpretarem os papéis femininos nos filmes de James Bond, transformando-se em símbolos sexuais. Algumas das personagens mais marcantes foram: 


Linda Christian, que viveu Valérie Mathis na série de televisão 'Climax!', em 1954. Tornou-se a primeira Bond Girl a ser retratada nas telas, embora numa versão não- oficial. Sua personagem tem as mesmas características de Vesper Lynd nos livros, porém na série recebeu um nome diferente.

Linda Christian em 1945

    Ursula Andress é, possivelmente, a Bond Girl favorita do público, tendo sido a primeira atriz a interpretar a personagem oficialmente, no filme '007 Contra o Satânico Dr No', de 1962. Em 1967, a atriz também participou do filme 'Casino Royale', considerado não-oficial.


    Daniela Bianchi em 'Moscou contra 007' (1963), na foto com o ator Sean Connery, onde interpretou Tatiana Romanova.


    Em '007 Contra Goldfinger' (1964), destacaram- se as atrizes: 

    Honor Blackman, como Pussy Galore


    Shirley Eaton protagonizou uma das cenas mais marcantes dentre os filmes de James Bond. Sua personagem Jill Masterson é encontrada morta inteiramente pintada de dourado.


    Na foto abaixo, podemos ver a atriz tendo seu corpo quase completamente pintado para a icônica cena. A parte da barriga ficou de fora para que Shirley não tivesse o mesmo fim de sua personagem, já que a tinta poderia fazer bastante mal se seu corpo fosse todo coberto e a pele não pudesse respirar. Como na cena ela apenas aparece de bruços, ninguém notou a falta de pintura.


    Tania Mallet interpreta a irmã de Jill, Tilly Masterson.


    Em '007 contra a Chantagem Atômica' (1965), foi a vez de Luciana Paluzzi, como Fiona Volpe, e Claudine Auger, como Domino Derval.


    Akiko Wakabayashi, interpretando Aki, e Karin Dor, como Helga Brandt, foram as belas de 'Com 007 Só Se Vive Duas Vezes', de 1967.


    Diana Rigg interpretou Teresa Di Vicenzo em 007 A Serviço Secreto de Sua Majestade (1969), sendo a única Bond Girl que se casou com James Bond.


    Em '007 Os Diamantes São Eternos' (1971), as atrizes Jill St. John e Lana Wood viveram, respectivamente, Tiffany Case e Plenty O'Toole.


    Jane Seymour viveu Solitaire em 'Com 007 Viva e Deixe Morrer', de 1973.


    Após ver Ursula Andress no primeiro 007, Britt Ekland ficou encantada e jurou para si mesma que um dia também interpretaria uma Bond Girl. E em '007 contra o Homem da Pistola de Ouro'(1974), ela realizou seu desejo como Mary Goodnight.


    Uma das mais lembradas, Barbara Bach deu vida a Anya Amasova em '007 O Espião que me Amava', de 1977.


    Lois Chiles foi Holly Goodhead em '007 contra o Foguete da Morte', de 1979.



    Carole Bouquet foi Melina Havelock em '007 Somente Para Seus Olhos' (1981), enquanto Maud Adams interpretou Andrea Anders em '007 contra o Homem da Pistola de Ouro' (1974) e Octopussy em '007 contra Octopussy' (1983).


    Em '007 Na Mira dos Assassinos' (1985), Tanya Roberts, como Stacey Sutton, e Grace Jones, como May Day, foram as parceiras de Roger Moore nas telas.


    Maryam D'Abo foi Kara Milovy em '007 Marcado Para Morrer', de 1987.


    Em '007 Licença para Matar', as Bond Girls foram vividas por Carey Lowell, como Pam Bouvier, e Talisa Soto, como Lupe Lamora.


    Izabella Scorupco Famke Janssen interpretaram Natalya Simonova e Xenia Onatopp em '007 contra Goldeneye' (1995).


    Em 1997, no filme '007 - O Amanhã nunca Morre', as mulheres na vida de Bond foram Michelle Yeoh, como Wai Lin, e Teri Hatcher, como Paris Carver.


    Denise Richards foi Dra. Christmas Jones, e Sophie Marceau foi Elektra King em '007 - O Mundo não É o Bastante' (1999).


    Halle Berry, a única atriz vencedora do Oscar dentre as Bond Girls oficiais, deu vida a Giacinta 'Jinx' Johnson, enquanto Rosamund Pike, indicada ao Oscar, interpretou Miranda Frost, em '007 Um Novo Dia Para Morrer' (2002).


    Eva Green viveu Vesper Lynd em 'Cassino Royale' (2006).


    Olga Kurylenko foi Camille Montes em '007 - Quantum of Solace' (2008).


    Em 2012, '007 - Operação Skyfall' trouxe Naomie HarrisBérénice Marlohe como Bond Girls, interpretando Eve e Sévérine.


    O não-oficial 'Cassino Royale' de 1967, teve as belas Ursula Andress como Vesper Lynd, Jacqueline Bisset como Miss Goodthighs, Deborah Kerr como Agente Mimi / Lady Fiona e Barbara Bouchet como Miss Moneypenny.


    A então desconhecida Kim Basinger, vencedora do Oscar de atriz coadjuvante de 1998, interpretou Domino Petachi em '007 Nunca Diga Nunca Outra Vez', de 1983.


    Monica Bellucci será a Bond Girl mais velha de todos os filmes em 007 Contra Spectre, com estréia prevista para este ano, interpretando Lucia Sciarra, enquanto a francesa Léa Seydoux viverá Madeleine Swann.


    Em breve, a segunda parte da postagem, com os vilões e as trilhas sonoras mais marcantes.

    Postagens mais visitadas deste blog

    O filho que Alain Delon abortou

    8 atores que se suicidaram

    A verdadeira Elise McKenna