10 filmes com Montgomery Clift


Em sua curta carreira, Montogomery Clift, ou apenas 'Monty', como era conhecido por seus amigos, teve apenas 18 créditos como ator. No entanto, alguns de seus trabalhos são considerados clássicos absolutos e figuram nas listas de melhores filmes da história do cinema. Confira abaixo os maiores destaques de sua filmografia:

1- Perdidos na Tormenta (The Search, 1948)



O pequeno Karel, de apenas 9 anos de idade, é um sobrevivente de Auschwitz que passou vários dias vagando sozinho até finalmente encontrar abrigo em um campo de refugiados. O que ele não imagina é que, longe dali, sua mãe também está em uma busca alucinante para descobrir o paradeiro do filho, que também não vai desistir de encontrá-la e vai contar com a ajuda de um jovem soldado americano.

2- Rio Vermelho (Red River, 1948)


Thomas Dunson (John Wayne) é dono de um império, um verdadeiro rei do gado. Junto com seu filho adotivo Matthew Garth (Montgomery Clift) ele inicia uma longa viagem com parte de seu rebanho, indo do Texas ao Missouri. Durante o percurso acontece um desentendimento entre pai e filho que faz com que Matt leve o gado para outra direção, despertando a ira de Tom.

3- Tarde Demais (The Heiress, 1949)



Século XIX. Catherine Sloper (Olivia de Havilland) é uma rica jovem sem qualquer atrativo especial, desajeitada, solitária e muito tímida. Morando com o pai, Austin (Ralph Richardson), e a romântica tia Lavinia (Miriam Hopkins) num casarão em Nova York, Catherine tem no bordado sua única diversão. Tudo muda quanto ela conhece Morris Townsend (Montgomery Clift), belo, sedutor e bastante interessado nela.

4- Um Lugar ao Sol (A Place in the Sun, 1951)

George Eastman (Montgomery Clift), um jovem ambicioso, vai trabalhar na fábrica de um rico tio. Ele acredita que esta oportunidade pode levá-lo a um futuro melhor, mas apesar de ter sido avisado para não se envolver com nenhuma funcionária, ele começa a se encontrar com Alice Tripp (Shelley Winters), uma humilde moça que trabalha na linha de montagem. Ele é finalmente introduzido na alta sociedade e se apaixona por Angela Vickers (Elizabeth Taylor), uma rica, bela e sofisticada jovem e é correspondido. Assim, decide se distanciar de Alice, mas a pobre funcionária não aceita esta situação com passividade, principalmente quando descobre que está grávida. Ele se conscientiza que a operária pode frustrar seus planos de ascensão social e assim surge a ideia de matá-la.

5- A Tortura do Silêncio (I Confess, 1953)


Otto Kellar (O. E. Hasse) trabalha como o guardião da igreja católica de Quebec. Ele acaba assassinando um homem ao assaltar uma casa. Com a culpa corroendo seu espírito, Otto decide confessar tudo para o padre Michael Logan (Montgomery Clift). Algum tempo depois, a polícia começa a suspeitar que Logan tenha sido o autor do crime e a única maneira que o padre tem para limpar seu nome é quebrar o sigilo do confessionário - algo impensável e impossível para um padre.

6- A Um Passo da Eternidade (From Here To Eternity, 1953)

Em 1941, Robert E. Lee Prewitt (Montgomery Cliff) pede transferência do exército e vai parar na base militar de Schofield, no Havaí. Seu novo capitão, sabendo que ele é um exímio boxeador, deseja que ele faça parte da equipe de boxe, mas ele se recusa terminantemente. Irritado, o capitão consegue que seus subordinados transformem a vida do novo recruta em um inferno. Paralelamente, o Sargento Warden (Burt Lancaster), ouvindo histórias que a esposa do capitão procura relações extra-conjugais por ter sérios problemas no casamento, começa a se interessar por ela e acaba sendo correspondido. Para complicar a situação na base, Maggio (Frank Sinatra), um amigo de Prewitt, é vítima de Fatso (Ernest Borgnine), um sádico sargento, e Prewitt se apaixona por uma prostituta. Mas enquanto todos estes acontecimentos têm andamentos algo muito mais grave está para acontecer: o ataque japonês a Pearl Harbor.

7- Os Deuses Vencidos (The Young Lions, 1958)


Três soldados suportam o ardor da 2a. Guerra Mundial. Christian Diestl é um instrutor de esqui que virou um tenente nazista cujo entusiasmo por Hitler está desaparecendo, Noah Ackerman é um judeu americano que luta para superar o preconceito em sua própria unidade e Michael Whiteacre é um cantor romântico da Broadway que usa suas conexões para evitar o combate só para depois se sentir culpado por isso. Perto do fim da guerra, todos os três se cruzam em um campo de concentração.

8- De Repente, no Último Verão (Suddenly, Last Summer, 1959)


John Cukrowicz (Montgomery Cliff), um neurocirurgião interessado em conseguir recursos para o hospital onde trabalha, conhece Violet Venable (Katherine Hepburn), uma rica senhora da aristocracia que quer mandar fazer uma lobotomia em Catherine Holly (Elizabeth Taylor), uma sobrinha supostamente acometida de crises de loucura. Na verdade Violet teme que Catherine revele a homossexualidade de Sebastian, o filho de Violet, que morreu de forma violenta na Espanha. Há uma versão "oficial" do acidente, mas Catherine viu o que realmente aconteceu e assim sua tia tenta silenciá-la.

9- Os Desajustados (The Misfits, 1961)


Roslyn Taber (Marilyn Monroe) é uma mulher sensível, que está se divorciando. Gay Langland (Clark Gable) e um cowboy frio, que passou a vida pegando cavalos e mulheres divorciadas. Ela não aceita a captura de cavalos selvagens para virarem comida de cachorro, enquanto que ele não vê nada demais. No meio de tudo isto nasce uma paixão entre os dois.

10- Freud, Além da Alma (Freud, 1962)


1885. Enquanto a maioria de seus colegas se recusa a tratar a histeria acreditando tratar-se simulação, Sigmund Freud (Montgomery Clift) faz avanços usando a hipnose. Sua principal paciente é uma jovem que não bebe água e é atormentada diariamente pelo mesmo pesadelo.

Postagens mais visitadas deste blog

O filho que Alain Delon abortou

8 atores que se suicidaram

20 Funko Pops de filmes pra você se apaixonar