Os múltiplos talentos de Gina Lollobrigida


A atriz, que começou a despontar para o sucesso em 1947 ao ficar em terceiro lugar no Miss Itália, ganhou fama mundial atuando no cinema. Além de seu país de origem, a bela também participou de produções na França e em Hollywood, tornando-se um símbolo de beleza e sensualidade durante as décadas de 50 e 60.

O que poucos sabem é que, além de atuar, a bela também foi bem sucedida em outras áreas, destacando-se como fotojornalista e escultora. Abaixo um pouco sobre o trabalho de Gina:

Fotojornalismo 

Gina tem uma carreira de mais de 50 anos como fotógrafa e já lançou alguns livros sobre o assunto. Os temas que ela imortalizou com sua câmera são os mais variados, desde colegas de profissão, como Paul Newman, Audrey Hepburn e Sean Connery, passando por grandes personalidades como Indira Gandhi, Yuri Gagarin, Neil Armstrong, Maria Callas e Salvador Dalí, até paisagens e pessoas anônimas que lhe despertaram a atenção durante suas viagens pelo mundo.

Paul Newman fotografado por Gina

Em 1974, Gina conseguiu uma entrevista exclusiva com o então líder cubano, Fidel Castro, que raramente aceitava tais convites. A reportagem foi publicada pela revista italiana GENTE e a atriz revelou mais tarde que ficou muito impressionada com a inteligência e maneira calma de Castro. O mais mais chamou sua atenção, no entanto, foi a forte relação de cumplicidade que ele mantinha com o povo cubano.


O primeiro livro lançado por Gina foi intitulado Italia Mia, sendo lançado em 1973. A publicação, feita a convite das revistas Time e Life, ganhou o Nadar International Prize como melhor livro do ano. Para fazer o livro, ela percorreu a Itália por dois anos e meio, mas o esforço valeu a pena, pois seu trabalho foi um sucesso de público e crítica, vendendo mais de 300 mil cópias.




Outros livros lançados foram: The Philippines (1976), Il segreto delle rose (1984), Magica innocenza (1993), The Wonder of Innocence (1994), Gina Lollobrigida Fotografa (2009), e mais alguns outros. Abaixo algumas fotografias tiradas pela atriz e capas de seus livros:















Esculturas


Embora ela já fizesse esculturas desde jovem, foi apenas durante a década de 90 que Gina voltou a se dedicar à sua antiga paixão. A atriz já produziu mais de 60 obras. Ela própria dedicou-se a todas as partes do processo, desde a concepção até os detalhes de acabamentos. Algumas de suas esculturas foram inspiradas em suas próprias personagens no cinema. Ela possui um estúdio em Pietrasanta.






A atriz também trabalhou em esculturas maiores. Em 1993, ela supervisionou pessoalmente a produção de uma peça de mais de cinco metros de altura, numa operação que levou mais de um ano para ser finalizada.





Em 2001 foi produzida uma peça de quase 6 metros de altura, representando a cigana Esmeralda, uma de suas personagens mais famosas, no filme O Corcunda de Notre Dame, de 1956. Para fazer uma escultura tão grande, foi necessário fazer uma versão menor para poder servir de modelo, feita em gesso com cerca de 1,70 de altura.






A fonte utilizada para as fotos e informações foi o  site oficial da atriz: http://www.ginalollobrigida.com/eng/index.asp

Postagens mais visitadas deste blog

O filho que Alain Delon abortou

8 atores que se suicidaram

A verdadeira Elise McKenna