Bancando a Ama-Seca (Rock-a-Bye Baby, 1958)


Em seu terceiro longa após o final de sua bem-sucedida parceria com Dean Martin em 1956, Jerry Lewis estrela ao lado das belas Marilyn Maxwell e Connie Stevens a comédia que é vagamente baseada no filme Papai Por Acaso (The Miracle of Morgan's Creek, 1944), protagonizado por Betty Hutton. Embora utilizando a mesma base da história, a versão de 1958 é consideravelmente mais suave no que diz respeito ao que era moralmente adequado para a época.

Foto de Papai Por Acaso

A ousada produção de 1944 dirigida pelo prestigiado Preston Sturges, trazia Betty Hutton interpretando a festeira Trudy Kockenlocker, que nunca perdia a oportunidade de flertar com soldados. Após uma festa, a jovem acorda com a vaga impressão de ter se casado com um rapaz e logo descobre estar grávida de sêxtuplos, tendo que recorrer ao amigo Norval Jones para que a ajude assumindo a paternidade das crianças. Conhecendo o moralismo vigente na época, é de se espantar que um filme com esse enredo tenha sido aprovado sem qualquer tipo de problema. No longa protagonizado por Jerry Lewis, a trama bem é mais amena e traz poucas semelhanças com o roteiro original. De fato, a única parte em comum entre ambos é a jovem casada, mas sem marido, que se vê com várias crianças, e sem ter como provar a veracidade de seu matrimônio. Isso, é claro, era um grande problema na época, já que uma moça solteira e com filhos era repudiada pela sociedade.

A História


Carla Naples, interpretada por Marilyn Maxwell, saiu da pequena cidade de Midvale para tornar-se uma grande estrela de Hollywood. Após um período no México, ela se casa impulsivamente com um toureiro, que morre um dia depois da lua de mel do casal. Passado alguns meses, Carla descobre que está grávida do marido, porém sem a documentação necessária para comprovar o casamento, o que poderia arruinar sua imagem perante os fãs. Desesperada, ela é aconselhada por seu agente a ter a criança em um local afastado, onde pudesse ficar longe da mídia, e deixar por alguns meses o bebê sob os cuidados de algum conhecido. Durante este tempo, ela gravaria uma superprodução que lhe daria grande visibilidade na carreira, e depois disso poderia adotar a criança, ocultando do público que era seu filho biológico (mais ou menos semelhante ao que fez a atriz Loretta Young ao engravidar de Clark Gable em 1935 rs).


A pessoa escolhida para ajuda-la no plano é Clayton Poole, um jovem ingênuo e atrapalhado de sua cidade natal, que sempre fora perdidamente apaixonado por ela. Alias, a paixão do rapaz beira quase a obsessão! Seu fã número 1, ele vê e revê todos os filmes da amada, além de ter milhares de fotos e revistas dela espalhadas por toda a casa. Quando seu objeto de adoração lhe pede para cuidar de seu filho, ele sequer pensa duas vezes antes de aceitar, sentindo-se extremamente honrado. O único problema é que Carla não teve apenas uma, mas sim TRÊS crianças. 


Para auxilia-lo nesta difícil tarefa, ele conta com a ajuda de Sandy, a irmã mais nova de Carla, que sempre foi loucamente apaixonada por Clayton. A moça tenta de todas as formas chamar a atenção dele, mostrando que se tornou uma bela mulher, mas o coração do rapaz pertence apenas à Carla. Apesar das ótimas intenções de Clayton, que cuida com muito amor das crianças, dividindo-se em diversos empregos para sustentar os gastos das pequenas, além de lidar com as inúmeras tarefas de casa, a justiça da cidade insiste em afirmar que o que as crianças precisam é de uma verdadeira mãe. Com isso, o jovem se vê ameaçado de perder a guarda dos bebês e precisa da ajuda de Carla para que as coisas não saiam de controle, no entanto uma enorme confusão faz com que Clayton se torne um fugitivo da lei.


Jerry Lewis queria mostrar ao público que também podia cantar, por isso, embora não seja exatamente um musical, o filme contém algumas cenas com canções interpretadas pelos protagonistas, a maioria pelo próprio Lewis. Em uma dessas cenas, Jerry Lewis aparece cantando junto com seu filho Gary, que interpreta Clayton na infância. Veja abaixo:


O filme contém também algumas cenas icônicas da carreira do comediante, como a de seu personagem representando diversos canais diferentes dentro da televisão, e a cena onde ele vira vocalista de uma banda de rock para ajudar nas despesas da casa.



A comédia está sendo lançada em dvd no Brasil pela Obras-Primas do Cinema, contendo ainda como extra uma ótima entrevista com o próprio Jerry Lewis, onde ele fala do orgulho de dirigir seus próprios filmes, de sua intenção como ator, dentre outras coisas. Clique abaixo para comprar na loja de sua preferência:

Postagens mais visitadas deste blog

O filho que Alain Delon abortou

8 atores que se suicidaram

20 Funko Pops de filmes pra você se apaixonar