Peggy Sue - Seu Passado a Espera (Peggy Sue Got Married, 1986)


Estrelado por Kathleen Turner e dirigido pelo grande Francis Ford Coppola, o filme tem uma premissa leve e divertida mas inevitavelmente leva o espectador a refletir sobre sua própria vida e pensar o que faria caso tivesse a mesma oportunidade da protagonista Peggy Sue. Se pudéssemos voltar no tempo, faríamos as coisas de maneira diferente ou tudo que fizemos até o momento, incluindo os erros, é parte fundamental do que somos hoje? Existe um destino, que irremediavelmente nos leva a um caminho ou nós é que escrevemos a nossa história? Tudo isso passa pela nossa cabeça ao assistir o longa, que foi indicado ao Globo de Ouro, na categoria Melhor Filme de Comédia ou Musical, além das indicações ao Oscar por Melhor Figurino e Fotografia. Kathleen Turner também concorreu aos dois prêmios por sua performance.

Mas afinal, qual é a história do filme?


Aos 43 anos, a vida de Peggy Sue está longe de ser o que ela havia sonhado em seus tempos de garota. Com dois filhos crescidos e se divorciando do marido infiel, com quem casou-se ainda na adolescência, ela encontra-se frustrada por estar estagnada e com a auto-estima baixa após ser trocada por outra mulher. Charlie, seu futuro ex-marido, trabalha em um programa de tv anunciando ofertas de produtos variados, e culpa Peggy por não ter alcançado seus objetivos. Por terem se casado cedo, os dois acabaram tendo que crescer rápido demais, abandonando algumas ilusões para viver a realidade de um casal com filhos para criar e, apesar de se amarem, ambos sentiam falta da juventude perdida, ansiando por aventuras e novos amores.


Durante uma reunião com seus antigos colegas de escola, a outrora popular e divertida Peggy Sue encontra-se agora insegura e amargurada por conta do fracasso de sua situação atual. Apesar do medo, ela faz um grande sucesso na festa, percebendo que ainda é muito querida por seus amigos, que guardam boas lembranças da época do colégio, sendo inclusive eleita a Rainha do Baile. Ao subir ao palco para fazer seu discurso, com toda a emoção do momento, juntando as lembranças e o reencontro com Charlie, que compareceu ao local, ela acaba perdendo os sentidos e desmaiando.


Ao acordar, Peggy Sue não está mais na festa com seus antigos amigos. Ela está no próprio colégio, em seu último ano de ensino médio, com 17 anos. Confusa com a loucura do cenário, ela tenta entender o que está acontecendo, chegando a acreditar que está morta e tudo não passa de uma ilusão. Ela decide pedir ajuda a um nerd de sua classe para saber se é possível voltar no tempo e conta para ele tudo o que ocorreu, dando provas de futuras descobertas científicas e fatos marcantes que ocorrerão nos anos seguintes, dentre eles que o jovem se tornará um milionário. Sem ter muito o que fazer para remediar a situação, Peggy toma a decisão de aproveitar a oportunidade de reviver sua juventude e modificar seu destino.


Uma das maiores dificuldades enfrentadas em sua 'nova antiga vida' é se desvencilhar do apaixonado Charlie, com quem namorava na adolescência. Sabendo como a história termina, com mágoas e ressentimentos, além da dor da traição, Peggy se mantém firme na decisão de não cometer os mesmos erros de antes e desta forma terminar seu relacionamento com o rapaz. Porém, quanto mais ela o rejeita mais enamorado ele fica. Querendo novas experiências, ela começa a sair com o misterioso Michael, um jovem solitário e considerado esquisito por preferir a companhia dos livros, no entanto ela não consegue esquecer seu grande amor. Ao tentar fugir de seu destino amoroso, Peggy vai até a casa dos avós, de quem sente muita falta, pois ambos já haviam falecido na época 'atual' (do início da história). Com personalidades encantadoras, os dois velhinhos deixam a moça segura para lhes contar tudo o que havia acontecido com ela nos últimos dias e seu avô decide ajuda-la. Após um imprevisto, Peggy Sue precisa tomar a decisão definitiva sobre sua vida: Se quer construir uma nova trajetória ou se apesar de tudo ela deve arriscar e viver seu amor com Charlie.


Embora a temática seja impossível e trate-se de uma comédia, quem nunca se perguntou o que faria caso pudesse voltar no tempo? A história trata da realização desse desejo íntimo de todos nós e nos mostra que devemos aproveitar a vida e valorizar as pessoas que estão ao nosso lado enquanto podemos, além de ressaltar que nem sempre alguns erros podem e devem ser evitados, já que a vida é feita de altos e baixos.

Elenco

Apesar de não ser considerado um filme com elenco estelar, Peggy Sue possui um elenco repleto de nomes conhecidos, como:

Nicolas Cage, sobrinho do diretor Francis Ford Coppola


Jim Carrey, ainda em início de carreira, como um dos amigos de Charlie


Na foto, o ator ao lado de Kevin J. O'Connor, que apesar de não tão conhecido de nome, se você viu filmes como A Múmia, vai se lembrar dele, embora com certo choque ao perceber que ele fazia papéis de galã nos anos 80:

Kevin J. O'Connor em A Múmia

Barbara Harris, que interpreta a mãe da protagonista. A atriz é mais conhecida pelo filme Trama Macabra, de Alfred Hitchcock.


Hellen Hunt, que interpreta a filha de Peggy


Joan Allen, de vestido verde e branco, como uma das amigas de Peggy


Sofia Coppola, como a irmã de Peggy


O filme ainda conta com a participação dos veteranos da Era de Ouro Maureen O'Sullivan, Leon Ames e John Carradine.


Música

A música tema do filme, Peggy Sue Got Married, escrita e gravada pelo cantor e compositor Buddy Holly, sendo distribuída postumamente em 1959.


Curiosidades

As primeiras escolhas para interpretar  Charlie foram os atores Tom Hanks e Sean Penn, além da atriz Debra Winger, que teve que recusar por conta de uma lesão nas costas. A direção ficaria com Penny Marshall, que acabou sendo dispensado por não ter muita experiência. Dennis Quaid também foi sondado, mas preferiu atuar em Acerto de Contas. Já com Coppola na direção, seu sobrinho Nicolas Cage acabou ficando com o papel, mas por muito pouco, pois sua voz quase o fez ser demitido.


O dvd do filme acaba de ser lançado no Brasil pela distribuidora Obras-Primas do Cinema e está disponível mas melhores lojas do ramo. Para adquirir, clique aqui.

Postagens mais visitadas deste blog

O filho que Alain Delon abortou

8 atores que se suicidaram

A verdadeira Elise McKenna