1984 (Nineteen Eighty-Four, 1984)


Sagas atuais de sucesso como Jogos Vorazes e Divergente fizeram com que as distopias se tornassem bastante populares nos dias de hoje. Porém, muito antes disso, George Orwell, ainda em 1948, começou a escrever um dos maiores clássicos do gênero, o romance 1984, que narra a trajetória de um cidadão comum em meio ao regime totalitário e repressor do país onde vive. 

George Orwell

As distopias caracterizam-se por mostrar realidades fictícias onde a população é controlada por um governo opressor e autoritário, muitas vezes utilizando-se de tecnologia para comandar o povo e fazer valer suas ordens. 


E é exatamente neste universo que se passa a história de Orwell. Controlada por um onipresente 'Big Bother', a população vive mecanicamente seus dias iguais, fazendo suas tarefas diárias e adorando seu líder. Aos que ousam se rebelar, um destino cruel lhes aguarda, mas não sem antes demonstrarem em público seu arrependimento. 


Pensar e sentir não são direitos dos cidadãos e o sexo é crime, caso não tenha como objetivo a reprodução. Winston Smith é um homem comum, sem grande importância, que apaixona-se por Julia, uma jovem que finge ser leal ao regime em que vive, mas na realidade luta contra ele. Imaginando-se seguros ao encontrarem-se e confiando nas pessoas erradas, os dois tentam viver seu romance e escapar, em vão, do controle do Grande Irmão. 


Produzido exatamente no ano idealizado por George Orwell, a versão estrelada por John Hurt e Suzanna Hamilton, foi filmada nos meses de abril, maio e junho de 1984, assim como no livro. A ideia foi realizada com tanto cuidado que algumas cenas, como a que o protagonista escreve em seu diário no dia 04 de abril de 1984, foram gravadas precisamente no dia mostrado. 


A história já havia ganhado uma versão cinematográfica em 1956, estrelada por Edmond O'Brien , Michael Redgrave e Jan Sterling, porém a refilmagem foi considerada mais fiel à obra original do autor.


Um fato triste é que este é o último filme do grande ator Richard Burton, já bastante doente durante as gravações, com dificuldade para conseguir gravar suas falas. Ele acabou falecendo apenas dois meses após as filmagens, aos 58 anos. Ao final do longa, podemos ver uma dedicatória ao ator.


Influência de muitos livros e filmes, 1984 foi usado como referência até mesmo do famoso reality show Big Brother, que utilizou o nome do grande controlador da história para dar nome ao programa, que controla seus participantes através de câmeras em todos os lugares. O longa V de Vingança também reverenciou o clássico, não só como inspiração para sua temática, como também utilizou o ator John Hurt, só que desta vez invertendo os papéis e interpretando o vilão tirano.


O filme foi recentemente lançado em dvd pela Obras-Primas do Cinema, contendo o Curta: 1984 – Resumo de uma Grande Obra, além de um card. Compre clicando aqui ou aqui.

Postagens mais visitadas deste blog

O filho que Alain Delon abortou

8 atores que se suicidaram

A verdadeira Elise McKenna