Os segredos de beleza das atrizes antigas


É inegável que, mesmo sem todos os recursos existentes nos dias de hoje, as atrizes antigas tinham um glamour e uma beleza que dificilmente se vê hoje em dia. E se você sempre quis saber o segredo das divas do cinema, seu desejo será atendido agora! 


Marilyn Monroe foi indubitavelmente famosa por seu brilho radiante na tela. No entanto, ela usava uma técnica ímpar para mantê-lo - creme com hormônios. A atriz usava uma camada de Active Phelityl junto com pó compacto por cima, para criar uma base radiante que brilhava na câmera. A desvantagem foi o crescimento de uma fina camada de pelos loiros em seu rosto. Ela foi incentivada a tira-los, mas recusou por gostar do efeito radiante que causavam em fotografias.


Audrey Hepburn foi uma beleza única em Hollywood, com seu rosto de boneca. Um dos maiores destaques de sua aparência, era o olhar marcante, que ela evidenciava com um delicado traço de delineador e camadas finas de rímel nos cílios superiores. Rumores diziam que a aparência natural de seus cílios devia-se ao fato de separar um a um com um alfinete depois de cada camada de rímel aplicada.


Marlene Dietrich é considerada uma das maiores atrizes de todos os tempos, mas também foi muito valorizada por seu glamour esculpido. Ela procurava acentuar as linhas naturais de seu rosto com sombreamento, modelagem e contorno. Uma de suas características mais surpreendentes foram as sobrancelhas perfeitamente desenhadas. Ela conseguiu este olhar raspando as sobrancelhas e redesenhando-as com lápis, o que era moda na década de 1930. Ela também nunca usava rímel nos cílios inferiores, por acreditar que lançava uma sombra e fazia seu olhar parecer cansado.


O segredo para a assinatura do estilo sexy de Jane Russell era simples. Ela sempre combinava seu batom com seu esmalte. A idéia de coordenar os dois se desenvolveu em 1939. Diz a lenda que Charles Revlon, fundador da Revlon, foi jantar em um restaurante fino quando notou uma mulher limpando a boca com um guardanapo. Ele viu que a cor de suas unhas estava combinada com a cor de seus lábios e um novo conceito de beleza nasceu.


Joan Crawford não utilizava produtos mirabolantes para manter seu rosto marcante, ela apenas costumava mascar chicletes para firmar o queixo e ajudar a drenar as toxinas. Ela também era meticulosa com a limpeza de seu rosto, e costumava espirrar água gelada por até 25 vezes cada vez que o lavava.


A maquiagem dramática do olhar de Greta Garbo foi inspiração para muitas mulheres. Para criar o look, ela aplicava uma camada super-fina de vaselina sobre as pálpebras, cobria com pó em tom neutro, semelhante ao da pele, até a linha da testa e aplicava uma sombra escura no côncavo para um ar teatral e profundo. Ela também costumava usar delineador rente aos cílios superiores, e finalizava com rímel.


De temperamento forte, Katharine Hepburn tinha seu próprio estilo, natural, minimalista e levemente andrógino. Isto significava a preferência por tons neutros e pele impecável, que permitiu que ela usasse uma maquiagem pura e natural, e ainda pudesse ter um olhar radiante. Para manter sua pele em condições perfeitas, ela fazia esfoliação regularmente. Ela usava uma mistura de açúcar, uma pequena quantidade de água morna e um pouco de suco de limão massagear a pele e finalizava lavando com água gelada.


Há uma razão para Kim Carnes escrever uma canção sobre os olhos de Bette Davis - eles eram invejavelmente enormes e brilhantes. Como ela os mantinha dessa maneira? Simples! Pepinos nas pálpebras todas as noites antes de dormir e uma camada de vaselina embaixo dos olhos à noite, para proteger contra o inchaço e olheiras.


Os cabelos de Rita Hayworth atraíam olhares de todos durante a década de 1940, mas havia um truque que ela usava para manter seu cabelo brilhante e em ótimo estado. Como muitas mulheres da época, Rita usava shampoo em seu cabelo e o lavava com água quente. Em seguida, passava bastante óleo e envolvia-o em uma toalha por 15 minutos. Então lavava com água quente novamente, e suco de limão, para se livrar de qualquer resíduo.


Com estilo chique e minimalista, Grace Kelly ganhou a reputação de ser uma das belezas mais clássicas de todos os tempos, mas, mesmo ela, tinha alguns segredos de maquiagem para compartilhar. Em vez de cores fortes, ela preferia tons neutros que sutilmente realçavam sua beleza natural. Ela aplicava uma sombra marrom delicadamente ao longo de suas sobrancelhas para defini-las, e destacava as maçãs do rosto usando dois tons de blush, um tom mais claro sobre o osso, e um tom mais escuro nas cavidades. 


A filosofia de beleza de Elizabeth Taylor tinha apenas um segredo. Bem como a visão, ela acreditava que o olfato era fundamental para fascínio de uma mulher e sua feminilidade radiante, e por isso ela criou sua própria fragrância para Elizabeth Arden.


A primeira Platinum Blonde do cinema foi Jean Harlow, porém ela usou um método pouco recomendável para atingir seu famoso tom de loiro. Ela iluminou seu cabelo com uma potente mistura de água oxigenada, amônia e Lux Flakes (um sabão em pó da época).


O segredo de Sophia Loren? Azeite. A dieta mediterrânea de Sophia consiste em incluir pelo menos, duas colheres de azeite todos os dias em sua comida, enquanto rotineiramente esfrega uma pequena quantidade em sua pele, para mante-la brilhante e hidratada.


Vivien Leigh manteve sua pele maravilhosamente linda com tratamentos faciais regulares. A atriz estava entre os vários clientes da alta sociedade de Madame Lubatti, uma lendária especialista em pele que fabricava loções perfumadas feitas à mão com óleos aromáticos para tratar as senhoras da sociedade inglesa.



Fonte: glamourmagazine

Postagens mais visitadas