segunda-feira, 7 de fevereiro de 2022

Por que Greta Garbo acabou no Irajá?

 


Se você é brasileiro, provavelmente já deve ter escudado a famosa frase 'Greta Garbo, quem diria, acabou no Irajá!'. Mas de onde vem esse termo?


Antes de mais nada - o básico - caso você tenha caído no blog através de pesquisa na internet e não saiba nada sobre cinema clássico. Greta Garbo (Estocolmo, 18 de setembro de 1905 - Nova Iorque, 15 de abril de 1990), foi uma atriz sueca que fez um enorme sucesso em Hollywood nas décadas de 1920 e 1930; Já Irajá é um bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro.


Mas o que ela foi fazer em Irajá?


Versão de 2005, com Hilton Have, Dalton Vigh e Bárbara Paz

A frase em questão é o título da peça teatral de autoria do dramaturgo Fernando Mello, cuja primeira montagem aconteceu em 1973, com Nestor Montemar, Mário Gomes e Arlete Sales no elenco original. Em plena ditadura militar, a obra levou para os palcos temas tabus para a época, como relações homoafetivas, prostituição e uso de drogas em uma comédia dramática. Em 1974, Raul Cortez assumiu o papel principal, sendo provavelmente o ator mais associado à peça. O espetáculo fez um enorme sucesso e ficou em cartaz durante anos, com mudanças no elenco ao longo do tempo. 

Raul Cortez com Nuno Leal Maia e Pepita Rodríguez, e ao lado, com Eduardo Moscovis, em diferentes ocasiões


A história acompanha o protagonista Pedro, um enfermeiro de 70 anos, morador de Irajá, que tem fascínio pela atriz Greta Garbo e almeja ser como ela. Ao conhecer Renato, um jovem recém-chegado ao Rio, decide acolhe-lo em sua casa e os dois iniciam um relacionamento. Cada vez mais envolvido com o amante, Pedro passa a roubar medicamentos do hospital em que trabalha para sustentar o vício de Renato. Paralelamente, frequentando a boemia carioca, o rapaz começa um caso com uma prostituta cleptomaníaca chamada Mary, formando um triângulo amoroso com direito a drogas, furtos e uma diva de Hollywood.

A peça teve diversas montagens no decorrer dos anos, incluindo uma versão recente com Mario Gomes (presente na primeira montagem como Renato) interpretando agora Pedro. Em 2019, foi lançado o filme 'Greta', estrelado por Marco Nanini (foto acima), baseado na obra original de Fernando Mello, porém com algumas mudanças na história.

Nenhum comentário:

Postar um comentário