10 filmes com Susan Hayward


Uma das atrizes mais famosas e queridas do cinema, a ruiva Susan Hayward fez mais de 60 filmes e foi indicada 5 vezes ao Oscar, vencendo por sua atuação em 'Quero Viver!'. Confira abaixo alguns de seus principais trabalhos:

1- Desespero (Smash-Up: The Story of a Woman, 1947)


Angie, famosa no circuito de nightclubs, larga tudo para ajudar o marido Ken Conway, compositor que tenta fazer carreira no rádio. Quando ele se torna um cantor de sucesso, sempre ocupado com seus compromissos, Angie fica sem ter o que fazer e afunda-se no alcoolismo. Ken, incapaz de enxergar sua responsabilidade, entra com um pedido de divórcio.

2- Meu Maior Amor (My Foolish Heart, 1949)


Conquistador, Walt Dreiser frequenta festas sem ser convidado enquanto espera a convocação. Uma noite, ele encontra Eloise Winters, caipira do Idaho encantada com Manhattan. Os dois têm um rápido romance, que resulta em gravidez. Walt morre em um acidente de treinamento e Eloise casa-se com Lewis Wengler, um homem a quem ela não ama. Cínica e egoísta, Eloise torna-se amarga e alcoólatra, o que coloca em risco a sobrevivência da filha.

3- Davi e Betsabá (David and Bathsheba, 1951)


Após ver a linda Betsabá se banhar, o rei David se apaixona e descobre que ela é casada com Uriah, um destemido soldado. David manda Uriah para uma batalha perdida e, ao negligenciar seu reino e sua fé, provoca a ira de Deus.

4- Meu Coração Canta (With a Song in My Heart, 1952)


Esta é a história de Jane Froman, uma jovem de St. Louis que desponta no rádio e se casa com Don Ross, que passa a gerenciar sua carreira. Já famosa e com o casamento em crise, Jane é convidada a entreter as tropas durante a Segunda Guerra Mundial. O avião que a conduzia sofre um acidente próximo a Lisboa, porém Jane sobrevive. No hospital, ela conhece John Burn, um dos pilotos da aeronave, também sobrevivente. Eles iniciam um romance, enquanto Jane luta contra a invalidez e prepara seu retorno à ribalta.

5- As Neves do Kilimanjaro (The Snows of Kilimanjaro, 1952)


O escritor Harry Street (Gregory Peck), ferido gravemente durante um safári na África, aguarda a chegada de ajuda médica aos pés da montanha de Kilimanjaro, na África. Enquanto o auxílio não vem, ele relembra à esposa Helen (Susan Hayward) suas frustradas aventuras amorosas e seus fracassos como escritor. Em estado delirante, ele revive seu único romance verdadeiro, com Cynthia Green (Ava Gardner), cuja paixão ele deixou escapar devido à obsessão em viajar pelo mundo em busca de temas para seus livros.

6- Demetrius e os Gladiadores (Demetrius and the Gladiators, 1954)


Um escravo de força extraordinária é encarregado de proteger o manto que Cristo usou na cruz. Depois de ser capturado por Calígula, sua fé é testada quando ele é forçado a competições mortais na arena.

7- Duelo de Paixões (Untamed, 1955)


Epopéia dos emigrantes que colonizaram o território dos zulus na África do Sul.

8- Eu Chorarei Amanhã (I'll Cry Tomorrow, 1955)


Com menos de vinte anos, Lillian Roth já era uma estrela da Broadway e de Hollywood. Apesar do sucesso nos palcos, ela reage à morte trágica do noivo com bebida. Alcoolismo e uma série de casamentos fracassados acabam com a carreira da atriz.

9- Sangue de Bárbaros (The Conqueror, 1956)


O líder mongol Temujin (futuramente conhecido como Genghis Khan) apaixona-se pela princesa tártara Bortai, sequestrando-a e provocando uma guerra. Bortai rejeita Temujin, e é resgatada durante um ataque. Temujin é posteriormente capturado e Bortai acaba apaixonando-se por ele, ajudando-o a escapar. Ele suspeita ter sido traído por um companheiro mongol, e parte para tentar identificar o traidor e vencer os tártaros.

10- Quero Viver! (I Want to Live!, 1958)


Barbara Grahan é uma mulher de vida fácil, que vem de casamentos fracassados e passa seus dias se envolvendo com delinquentes e desocupados de São Francisco. Mentirosa compulsiva, acaba sendo condenada à prisão por perjúrio, o que lhe deixa sem credibilidade perante à Justiça. Em liberdade condicional, ela tenta mudar de vida, casa-se com um barman e tem um filho. O casal logo se separa e Barbara, precisando de dinheiro, volta a vida incerta, passando cheques sem fundo e se envolvendo com criminosos perigosos. Presa juntamente com eles, Barbara é acusada de homicídio pelos cúmplices. Ela nega de todas as formas a autoria do crime. Mas métodos pouco éticos da polícia, sensacionalismo da imprensa, advogados fracos e a sua reputação criminosa não a ajudarão a se livrar da condenação à pena máxima.

Postagens mais visitadas deste blog

O filho que Alain Delon abortou

8 atores que se suicidaram

20 Funko Pops de filmes pra você se apaixonar