10 filmes com Julie Andrews


Sucesso nos palcos e nas telas, indiscutivelmente talentosa como atriz e como cantora, Julie Andrews é uma das artistas mais completas de sua geração. Enfrentando altos e baixos desde o início de sua carreira, ela precisou lutar por muito tempo para superar os rótulos que a perseguiam e conseguir se consolidar em sua profissão. Confira abaixo alguns de seus principais trabalhos:

1- Mary Poppins (1964)




Na Londres de 1910, um banqueiro rígido e severo com os filhos escreve um anúncio no jornal em busca de uma governanta. Trazida pelo vento num guarda-chuva voador, uma babá com poderes mágicos aparece para transformar a triste rotina da família.

2- A Noviça Rebelde (The Sound of Music, 1965)


No fim dos anos 30, pouco antes da Segunda Guerra, uma noviça que vive num convento, mas não consegue se adaptar às regras religiosas, vai trabalhar como governanta de um capitão viúvo com sete filhos e leva alegria de novo à casa.

3- Cortina Rasgada (Torn Curtain, 1966)


Durante um congresso em Copenhague, um brilhante físico americano abandona Sarah, sua noiva e colega de trabalho, e deserta para Berlim Oriental em plena Guerra Fria. Desconfiada das suas verdadeiras motivações, Sarah decide seguí-lo em segredo.

4- Havaí (Hawaii, 1966)


Durante a década de 1820, Abner Hale, um jovem pastor dominador e sua esposa compassiva Jerusha, embarcam em uma perigosa viagem por mar para o Havaí. Quando eles chegam, Jerusha faz amizade com o povo havaiano e abraça seus costumes e cultura, enquanto Abner, na intenção de convertê-los ao cristianismo, os vê como selvagens pagãos. Jerusha cresce insatisfeita com seu casamento e começa a se apaixonar por Rafer Hoxworth, um ex-amante.

5- Positivamente Millie (Thoroughly Modern Millie, 1967)


Nesta paródia musical dos anos 20, a jovem Millie (Julie Andrews) tem planos para encontrar um emprego e se casar com um homem rico. Apesar de ser amante do vendedor de clipes de papel, Jimmy (James Fox), ela está determinada a se casar com o empresário Trevor Graydon (John Gavin), que ama a colega de quarto de Millie, Dorothy Brown (Mary Tyler Moore). Enquanto, os quatro tentam encontrar amor, a maldosa Sra. Meers (Beatrice Lillie) quer vender Dorothy para a escravidão branca.

6- A Estrela (The Star, 1968)


A jovem atriz britânica Gertrude Lawrence (Julie Andrews) garante um papel em uma produção de 1920 escrita pelo dramaturgo Noel Coward. Após a estreia na Inglaterra, "London Calling" passa a ser apresentada em Nova York e Gertrude se torna uma grande estrela e musa dos produtores mais conhecidos da época. Apesar de seu comportamento, a carreira da atriz decola sob a direção do marido produtor, Richard Aldrich (Richard Crenna).

7- Mulher Nota 10 (10, 1979)


Um bem-sucedido compositor de meia-idade, que mora em Hollywood, se apaixona perdidamente pela mulher dos seus sonhos. Mesmo sendo casado, ele segue a moça e seu novo marido ao México durante a lua de mel deles.

8- S.O.B. Nos Bastidores de Hollywood (S.O.B., 1981)


Um diretor de cinema fracassado acredita ter uma brilhante ideia. Ele quer armar um esquema para comprar um filme de volta do estúdio e filmar novas cenas, transformando-o em um filme pornográfico. Mas, para isso, precisa da ajuda de sua esposa.

9- Victor ou Victoria? (Victor Victoria, 1982)


Na Paris de 1930, a cantora lírica Vitória, desempregada, tem a ideia ousada de se passar por um homem transformista, chamado Vitor, para conseguir um emprego e acaba atraindo a atenção de um mafioso, que fica confuso com a sexualidade da moça.

10- Sede de Amar (Duet For One, 1986)


Stephanie, um famosa violinista casada com um compositor, descobre que tem esclerose múltipla. Toda a sua vida se despedaça: a carreira termina de forma repentina, seu marido a trai com outra mulher e seu aluno favorito decide sair em turnê.

Postagens mais visitadas deste blog

O filho que Alain Delon abortou

8 atores que se suicidaram

20 Funko Pops de filmes pra você se apaixonar