Adversidade (Anthony Adverse, 1936)


A superprodução foi estrelada por Fredric March e Olivia de Havilland, contando ainda com Anita Louise e Claude Rains no elenco. Baseado no romance escrito por Hervey Allen, o longa foi dirigido por Mervyn Leroy e conta a trajetória de Anthony Adverse, um jovem órfão que teve a vida marcada por dificuldades e busca tornar-se alguém importante, cujo sobrenome seja valorizado perante a sociedade.


Embora possa parecer, à primeira vista, uma história simples e até mesmo comum, a trama é bastante rica e cheia de reviravoltas, contendo diversos cenários e personagens instáveis. A primeira fase do filme mostra Maria, interpretada por Anita Louise, uma jovem que acaba de se casar com Don Luis (Claude Rains), um nobre de meia-idade arrogante e vaidoso, por quem ela não sente a menor atração. O coração de Maria na verdade pertence a Dennis (Louis Hayward), que também a ama. Enquanto Don Luis se recupera de um problema na perna, os dois jovens mantêm um relacionamento secreto e pretendem fugir em breve para ficarem juntos. O plano, no entanto, acaba dando errado quando o marido traído descobre as intenções de sua esposa e a leva para longe, viajando por várias partes da Europa. As coisas se agravam quando é descoberto que Maria está grávida de seu amante, que parte em sua busca. Dennis acaba encontrando o local onde sua amada está, mas é confrontado por Don Louis, que acaba matando o rapaz durante um duelo de espadas. A jovem, desconsolada, acaba morrendo ao dar à luz ao pequeno Anthony. Don Louis leva a criança até uma igreja na cidade e a coloca na roda dos enjeitados.


Órfão e criado em uma escola para meninas, Anthony cresce tendo a companhia apenas do padre e das freiras que o acolheram, sem muitas opções de diversão. Ao atingir uma certa idade, o menino é levado para trabalhar como aprendiz de John Bonnyfeather (Edmund Gwenn), sem saber que seu benfeitor é, na realidade, seu avô. Bonnyfeather é o pai de Maria e anos antes havia sido informado por Don Louis que, assim como a mãe, o menino também havia morrido durante o parto.


Anthony, já um rapaz, interpretado por Fredric March, é apaixonado por Angela (Olivia de Havilland), a filha da cozinheira e do mordomo de Bonnyfeather. Os dois pretendem se casar, mas não contam com a aprovação do patrão. Quando seu pai ganha na loteria, Angela acaba saindo da cidade com sua família, ficando alguns anos sem nenhum contato com Anthony. Quando os dois se reencontram, decidem se casar em segredo e fugir juntos, mas o destino acaba os separando novamente. Bonnyfeather pede que Anthony viaje para cobrar uma dívida em seu nome e o rapaz, mesmo sabendo que não voltaria em menos de dois anos, aceita a incumbência por gratidão ao homem que o acolheu por tantos anos, partindo sem sua esposa, por conta de um mal entendido.


Após um tempo em Havana, Anthony parte para a África para conseguir o dinheiro pelo qual havia sido enviado para recuperar. Até então bom e inocente, o rapaz se deixa cegar pela ambição, tornando-se um frio e implacável negociante de escravos. Embora grato por ter a confiança de seu patrão, Anthony ocultou uma certa mágoa por 'não ser ninguém', ou melhor, por não ter um nome reconhecido perante a sociedade. Na África, ele tornou-se um homem temido e respeitado, cujo nome era reconhecido e admirado, fazendo com que a sede de poder crescesse ainda mais dentro dele.


Ao passar por um período de doença e a perda de um amigo, Anthony se da conta de seus erros e de como seu modo de vida está lhe fazendo mal, decidindo assim voltar para sua casa e tentar reencontrar Angela, a mulher que sempre amou, mas que o destino sempre da um jeito de manter longe dele. Sem saber se ela está viva ou se ainda o ama, o rapaz retorna para sua cidade natal, onde diversas surpresas e descobertas, negativas e positivas, ainda o aguardam e irão mudar sua vida.


O ator Tony Curtis era um grande fã da história, tendo inclusive mudado seu nome real Bernard Schwartz, para adotar o nome artístico 'Tony' em homenagem ao personagem principal da trama. O ator foi enterrado junto com uma cópia do romance.


O filme venceu o Oscar nas categorias de melhor atriz secundária (Gale Sondergaard, foto acima), melhor trilha sonora, melhor fotografia e melhor montagem e foi indicado nas categorias de melhor filme, melhor direção de arte assistente de direção.

O dvd do filme foi recentemente lançado pela Obras-Primas do Cinema e está disponível nas melhores lojas do ramo. Contém como extras: Making of: A Criação do Filme (6’50”) Trailer Original (2’) - Incuindo o inédito Curta “You Cant. Para comprar, clique: Colecione Clássicos, 2001 Vídeo ou Livraria Cultura. Assista o teaser:


Postagens mais visitadas deste blog

O filho que Alain Delon abortou

8 atores que se suicidaram

20 Funko Pops de filmes pra você se apaixonar