sexta-feira, 15 de julho de 2016

A verdadeira Elise McKenna


O romance Em Algum Lugar do Passado (Somewhere in Time, 1980) conquistou milhões de espectadores ao redor do mundo, fazendo o público suspirar com a história de amor impossível entre Richard Collier e Elise McKenna. O que muitos não sabem é que a personagem interpretada por Jane Seymour foi inspirada em uma mulher que realmente existiu, a atriz Maude Adams.


O longa foi baseado no romance escrito por Richard Matheson, conhecido principalmente por seus livros de ficção científica, e conta a história de um homem que fica fascinado pelo retrato de uma famosa atriz de teatro do século XIX, tornando-se obcecado por ela. Pesquisando incansavelmente sobre sua vida e adquirindo objetos originais da época, o jovem consegue desenvolver um método de hipnose e controle da mente e se transportar para 1896, ano em que a atriz havia tido um romance com um homem misterioso no hotel em que estava hospedada, segundo sua biografia. Ao se encontrarem, os dois acabam se apaixonando e vivendo um intenso romance, que termina subitamente quando Richard se depara com uma moeda da década de 70 (época em que vive) que estava em seu bolso, fazendo com que sua mente o transporte de volta ao presente. 


A inspiração

Durante uma viagem, Richard Matheson se deparou com uma bela fotografia que se encontrava exposta no Piper's Opera House, em Nevada. A imagem era da atriz de teatro Maude Adams (1872 - 1953). O retrato o fascinou imediatamente, instigando sua curiosidade a respeito da história em torno da intrigante figura feminina. Com sua mente criativa, ele se perguntou o que aconteceria caso um homem se apaixonasse por uma mulher de outra época e fosse capaz de voltar no tempo para encontrar sua amada. 


Matheson tornou-se obcecado por Maude, pesquisando incansavelmente sobre sua história. Profundamente interessado, especialmente após descobrir que ela nunca havia se casado, ele decidiu ficar recluso em um quarto de hotel enquanto escrevia um romance fictício porém inspirado na vida da atriz, e nele mesmo, em partes. O autor, inclusive, deu seu próprio nome - Richard - ao personagem principal. Enquanto estava confinado, ele começou a gravar suas impressões, experimentando de certa forma as emoções do personagem e se colocando no lugar de Collier. O título original do livro, Bid Time Return, foi retirado de uma citação da peça de William Shakespeare, Ricardo II: 'O call back yesterday, bid time return'.


As semelhanças entre Elise e Maude também são retratadas em diversos pontos da história. Ao pesquisar sobre a amada, o personagem Richard Collier lê uma biografia intitulada 'Elise McKenna: A Intimate Biography', baseada em uma das reais biografias sobre Maude, chamada 'Maude Adams: An Intimate Portrait', escrita por Phyllis Robbins. É informado que Elise nasceu em Salt Lake City, dia 11 de novembro, mesmo local e dia do nascimento de Maude. Além disso, diversos papéis descritos como famosos desempenhos da personagem, foram de fato interpretados pela atriz durante sua carreira nos palcos.

Um Pouco sobre Maude Adams


Nascida Maude Ewing Adams Kiskadden, em 11 de novembro de 1872, apareceu pela primeira vez no palco aos dois meses de idade, no colo de sua mãe, que também era atriz. Após inúmeros papéis durante a infância, que causaram uma certa dificuldade na jovem para conseguir desenvolver sua própria personalidade, iniciou seu caminho para uma carreira adulta na peça The Paymaster, aos 16 anos. Após deixar os personagens juvenis para trás, Maude começou a ganhar papéis de maior destaque e a ser notada pelo público. Em The Masked Ball, embora não fosse a protagonista, garantiu uma grande aprovação de público e crítica por seu desempenho.


Seu papel mais famoso, possivelmente, foi em Peter Pan (foto acima), que estreou em 1905. A atriz, entretanto, se destacou em inúmeras produções teatrais, como: Rosemary (1896), Romeu e Julieta (1899) Quality Street (1901), What Every Woman Knows (1908), The Legend of Leonora (1914), A Kiss for Cinderella (1916), dentre outras. Aposentou-se dos palcos em 1918, após uma forte gripe. Em 1920, trabalhou com a General Electric para a melhoria da iluminação de palco, e com a Eastman Companhia, para o desenvolvimento de fotografias coloridas. Supõe-se que sua motivação era participar de uma versão cinematográfica em cores de Peter Pan. Após 13 anos de aposentadoria, ela eventualmente voltou aos palcos interpretando papéis em peças de Shakespeare, como O Mercador de Veneza e Noite de Reis, em 1931 e 1934, respectivamente. 


Muito tímida, segundo sua colega Ethel Barrymore, Maude foi a primeira atriz a adotar o estilo 'I want to be alone', normalmente associado a Greta Garbo. Embora a atriz fosse bastante discreta, sem que nenhum relacionamento amoroso fosse conhecido pelo público, sabe-se que ela era homossexual, mantendo ao longo da vida dois relacionamentos sérios, com Lillie Florence (de 1890 até 1901), e com Louise Boynton (de 1905 a 1951). Maude também era conhecida por sua generosidade, sempre que preciso ajudando financeiramente a completar o salário de seus colegas, retirando dinheiro de seu próprio bolso para isso. Certa vez, o dono de um teatro resolveu dobrar o valor dos ingressos, sabendo que o público pagaria mais para ver a atriz, uma das mais famosas e bem pagas da época. Ao descobrir o ocorrido, Maude exigiu que ele reembolsasse a todos, ameaçando não subir ao palco em caso contrário. Embora tenha recebido diversas propostas, ela nunca apareceu no cinema. Maude Adams morreu em sua casa, aos 80 anos de idade.

13 comentários:

  1. Eu tinha a foto de perfil dela como tela de bloqueio. Acho ela linda e saber da história dessa incrível atriz me fez admirar ela mais ainda. Muito obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maravilha, fico muito feliz que gostou!! Eu que agradeço a visita! <3

      Excluir
  2. Adorei saber de tantos detalhes e fatos sobre essa atriz que inspirou o meu filme romântico predileto. Já o revi tantas vezes, com aquela trilha sonora divina, que até me envergonho de dizer, rsrsrs...Obrigada por esse belo presente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado!! Muito obrigada pela visita! <3

      Excluir
  3. Adorei saber de tantos detalhes e fatos sobre essa atriz que inspirou o meu filme romântico predileto. Já o revi tantas vezes, com aquela trilha sonora divina, que até me envergonho de dizer, rsrsrs...Obrigada por esse belo presente.

    ResponderExcluir
  4. Estou Lendo O Livro, E, Acredite Ou Não, Achei Ele Jogado No Lixo Com Outros. Eu Não Li Toda A Matéria, Pq No Início Já Li Um Spoiler, Não Tão Impactante, Mas Importante, Então Pulei algumas Partes. Avaliando O Que Eu Li, Agradeço. Eu Tinha Uma Grande Curiosidade Sobre Elise McKenna, Agora Tenho Boas Informações Além Do Que Estou Lendo, E Tbm Tenho Algumas Fotos Que São Citadas No Livro.
    Recomendo Que Leia, Sinceramente, Estou Intrigada E Facinada Com A História, E Estou Muito Mais Curiosa Depois De Ler A Matéria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada!! Fico muito feliz por você ter gostado!! <3 Nossa, chega a doer saber que jogaram livros de qualidade no lixo! O lado bom é que você os achou, então acho que estavam mesmo destinados a serem seus. Desculpa pelo spoiler, eu agora tenho tentado melhorar isso rsrs Eu ficava animada e falava muito sobre os enredos nas minhas postagens! rsrs Origada pela visita e seja sempre muito bem-vinda ao blog! =)

      Excluir
  5. Sensacional matéria sobre o melhor romance da história. Obrigado.

    ResponderExcluir