Audrey Hepburn sendo dirigida por Alfred Hitchcock?


Sim, isso mesmo! Audrey Hepburn e Alfred Hitchcock quase trabalharam juntos em 1959, em um filme que nunca chegou a ser feito, chamado 'No Bail for the Judge'. A história seria uma adaptação do romance de suspense de Henry Cecil, sobre uma advogada que, com a ajuda de um ladrão, tenta defender seu pai, um juiz da alta corte acusado injustamente do assassinato de uma prostituta. Mudando um pouco o estilo de suas protagonistas, comumente loiras, Alfred Hitchcock havia escalado a morena Audrey Hepburn como estrela, interpretando a advogada. Laurence Harvey e John Williams completariam o elenco principal, nos papéis do ladrão e do juiz, respectivamente. Algumas fontes, incluindo Steven DeRosa, autor de 'Writing with Hitchcock', afirmam que o interesse de Hitchcock no romance começou durante as filmagens de Ladrão de Casaca, no verão de 1954. Audrey Hepburn era uma admiradora do trabalho de Hitchcock há um longo tempo e ansiava aparecer em um de seus filmes.

Samuel A. Taylor, roteirista de Um Corpo Que Cai e Topazio, foi o encarregado do roteiro, após a recusa de Ernest Lehman. O roteiro incluía uma cena que não estava no romance original, onde a heroína se disfarça como prostituta e sofre uma tentativa de estupro. Audrey Hepburn acabou abandonando o projeto, em parte por causa da cena em questão, que não se sentia preparada para fazer, e, principalmente, por sua gravidez, já que seu maior sonho sempre havia sido tornar-se mãe. Ela acabou sofrendo um aborto espontâneo durante as filmagens de O Passado Não Perdoa, porém, em 1960, nasceu seu primeiro filho, Sean Hepburn Ferrer.


Sem a presença de Audrey, o projeto não teve o mesmo apelo para Hitchcock. Algumas mudanças feitas na lei britânica em matéria de prostituição e penalidades, que entraram em vigor após da publicação do romance, acabaram tornando alguns aspectos do roteiro pouco plausíveis. Hitchcock informou a Paramount Pictures que era preferível amortizar os 200,000 dólares que já haviam sido gastos para a produção do que gastar mais 3 milhões em um filme que ele já não se importava mais. No outono de 1959, um cartaz intitulado 'Success in the Sixties!' anunciava No Bail for the Judge como o próximo filme de Audrey Hepburn, filmado em Technicolor e VistaVision.


Fonte principal do texto the.hitchcock.zone.


Comentários

Postagens mais visitadas