10 personagens mentirosos dos clássicos

É claro que existem milhares de personagens que não são la muito chegados em sinceridades na ficção, mas para o dia primeiro de abril não passar em branco, aqui vai uma lista rapidinha com dez mentirosos compulsivos dos filmes antigos. Quem lembrar de mais, coloca aqui nos comentários, e quem sabe não sai uma parte II da matéria?! A ordem da lista é aleatória.

1- Pinóquio (Pinóquio/ Pinocchio, 1940)



Não tem como fazer uma lista sobre personagens mentirosos sem citar o bonequinho de madeira que sonhava em se tornar um menino de verdade. Ao contrário da maioria dos enganadores da ficção, que só eram descobertos depois de um certo tempo, Pinóquio tinha suas farsas expostas imediatamente, já que seu nariz crescia a cada história que contava.

2- Eve Harrington (A Malvada/ All About Eve, 1950)


Embora muitos pensem que Bette Davis é 'A Malvada' do título, a verdadeira vilã da história é Eve, personagem interpretada por Anne Baxter, que mente para absolutamente todos ao seu redor, fingindo ser uma fã ardorosa de Margo Channing (vivida por Davis), para aos poucos usurpar o lugar da estrela.

3- Scarlett O'Hara (E o Vento Levou/ Gone With the Wind, 1939)


Desde as primeiras cenas já percebemos que Scarlett é uma mentirosa compulsiva! Fingir interesse por todos os homens para conquistar atenção, dizer que sua irmã se casou com outro para roubar seu pretendente e fazer um vestido de cortina para parecer estar em ótimas condições financeiras são apenas algumas das armações de uma das maiores personagens do cinema.

4- Jay Gatsby (O Grande Gatsby/ The Great Gatsby)


O personagem criado por F. Scott Fitzgerald saiu da literatura e foi parar diversas vezes nas telonas. Seus interpretes mais famosos foram Robert Redford, no filme de 1974, e Leonardo DiCaprio na mais recente adaptação, feita em 2013. Gatsby sempre foi um jovem ambicioso e sonhador, tornando-se um milionário excêntrico de Nova York, célebre por suas festas extravagantes que movimentavam a década de 20. Mas sua mania de grandeza não permitia que sua origem humilde fosse revelada, fazendo com que ele mentisse até mesmo sobre seu verdadeiro nome, fingindo ter nascido em berço de ouro e recebido a melhor educação.

5- Helen Bartlett (Confissão de Mulher/ True Confession, 1937)


Ao se casar com um honesto advogado, Helen decide ajudar o marido fazendo o que sabe de melhor: Inventar histórias. Com o intuito de fazer o marido famoso, ela confessa um assassinato que não cometeu, certa de que não seria condenada. Outra personagem de Carole Lombard que poderia facilmente entrar na lista é Wanda Nash, de A Princesa do Brooklyn (The Princess Comes Across, 1936), que finge ser uma princesa ao embarcar em um navio.

6- Madeleine Elster / Judy Barton (Um Corpo Que Cai/ Vertigo, 1958)


Bom, se você não viu o filme, pare de ler agora, porque vai vir spoiler! rs A personagem de Kim Novak finge ser a esposa de seu amante, atormentada pelo espírito de uma antepassada, o que a leva um suicídio forjado. O golpe é dado para encobrir o assassinato da verdadeira Madeleine.

7- Morris Townsend (Tarde Demais/ The Heiress, 1949)


Vivido por Montgomery Clift, Morris faz uso de seu charme e beleza para conquistar a desajeitada
Catherine Sloper (Olivia de Havilland). Fingindo-se de apaixonado e honesto, ele tenciona casar-se com a moça, que herdará uma grande fortuna.

8- Brad Allen (Confidências à Meia-Noite/ Pillow Talk, 1959)


O conquistador Brad Allen fala todo dia com uma jovem diferente ao telefone, sempre com juras de amor e cantando a mesma música para todas as namoradas, apenas mudando o nome de cada uma. Ao descobrir que a mulher que implica com suas ligações através de uma linha cruzada na verdade é uma bela loira (Doris Day), ele finge ser um legítimo texano, gentil e romântico, contando diversas mentiras para a moça.

9- Harry Powell (O Mensageiro do Diabo/ The Night of the Hunter, 1955)


Fazendo-se passar por um correto religioso, Harry Powell (vivido por Robert Mitchum) vai de cidade em cidade enganando as pessoas, com o intuito de roubar e cometer assassinatos.

10- Susan Applegate (A Incrível Suzana/ The Major and the Minor, 1942)


Ginger Rogers está maravilhosa como uma mulher adulta que finge ser uma adolescente de 12 anos para poder parar apenas metade do valor da passagem de trem para voltar pra sua cidade natal. Mesmo atraindo algumas desconfianças, ela consegue enrolar a todos com suas invenções.

Postagens mais visitadas deste blog

8 atores que se suicidaram

O filho que Alain Delon abortou

20 Funko Pops de filmes pra você se apaixonar